O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, que se recandidata ao cargo sem concorrentes, assume como prioridade do triénio 2020/2022, recuperar a dignidade dos médicos e restituir a ideia de que “vale a pena trabalhar no Serviço Nacional de Saúde (SNS)”. Em entrevista à agência noticiosa Lusa, o responsável afirma que o panorama atual é marcado por insatisfação e desmotivação dos profissionais e por “completa desvalorização do conhecimento e da responsabilidade dos médicos na sociedade civil”.

Published in Atualidade
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas