A empresa portuguesa Take The Wind integra uma rede europeia de ensino médico através de mecanismos digitais e simuladores, foi hoje anunciado.

Published in Atualidade

A reitora da Universidade Católica Portuguesa, Isabel Gil, anunciou hoje na rede social Twitter, a aprovação do primeiro curso de Medicina num estabelecimento de ensino privado, em Portugal.

Published in Atualidade

O Ministério da Saúde abriu 435 vagas para a contratação de recém-especialistas em Medicina Geral e Familiar, metade das quais na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Published in Atualidade

A Plataforma para a Formação Médica em Portugal alertou hoje o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, para a necessidade de reforçar o investimento público nas faculdades de Medicina do país.

Published in Atualidade

A Ordem dos Médicos esclareceu que não tem interferência na abertura de novos cursos de medicina ou no aumento de vagas nos já existentes, lembrando que essa competência é do Ministério do Ensino Superior e das universidades.

Published in Atualidade

A nova Prova Nacional de Acesso (PNA) que permite que os novos médicos possam ingressar numa especialidade foi considerada “bem estruturada” pela maioria dos que a realizaram, que consideraram que esta privilegia o raciocínio clínico, revelou hoje a Ordem dos Médicos.

Published in Atualidade

O Conselho de Escolas Médicas Portuguesas (CEMP) manifestou “discórdia e estupefação” em relação ao despacho que determina que as faculdades de Medicina poderão aumentar o número de vagas no próximo ano letivo, sublinhando que foi “sistematicamente ignorado” pelo Governo.

Published in Atualidade

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) considera uma opção “chocante” e “malévola”, que vai “contra o mais elementar bom senso”, obrigar médicos que são também doentes de risco a prestarem funções presenciais, por serem considerados trabalhadores essenciais.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 3
A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas