×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 34880

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, que se recandidata ao cargo sem concorrentes, assume como prioridade do triénio 2020/2022, recuperar a dignidade dos médicos e restituir a ideia de que “vale a pena trabalhar no Serviço Nacional de Saúde (SNS)”. Em entrevista à agência noticiosa Lusa, o responsável afirma que o panorama atual é marcado por insatisfação e desmotivação dos profissionais e por “completa desvalorização do conhecimento e da responsabilidade dos médicos na sociedade civil”.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, perspetiva a falta de médicos especialistas na urgência do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN) como alarmante, defendendo que a sua resolução é essencial para a maior urgência do país não fechar.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos entende que o primeiro-ministro “não está a saber aproveitar a nova oportunidade que os portugueses lhe deram” ao manter os mesmos ministros da Saúde e das Finanças.

Published in Atualidade
quinta-feira, 03 outubro 2019 11:41

40 Anos de vontade, trabalho e dedicação

Pensamento e ação dos médicos na construção do SNS

Published in Opinião

O bastonário da Ordem dos Médicos citou o compositor e cantor brasileiro Caetano Veloso para mostrar que todos nós, enquanto cidadãos, temos um papel a desempenhar na defesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Published in Atualidade

A Ordem dos Médicos (OM) alertou hoje para a urgência de alterar a forma e os prazos dos concursos para especialidades médicas, lembrando o fecho de urgências de ginecologia/obstetrícia por falta de especialistas.

Published in Atualidade

A Ordem dos Médicos exige que a ministra da Saúde dê explicações sobre a falta de anestesistas ao fim de semana no Hospital Pulido Valente, em Lisboa, e vê neste exemplo o “caminho de desmantelamento” seguido por Marta Temido.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, alertou na passada quarta-feira, no Parlamento, que os profissionais de saúde têm “cada vez mais receio” de denunciar situações de insuficiências ou mau funcionamento dos serviços, por medo de “implicações negativas”.

Published in Atualidade
Pág. 3 de 21
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas