O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, avançou ontem publicamente que vai “ter uma atitude mais forte” e ameaçou responsabilizar o Ministério da Saúde pela “insegurança clínica”.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, marcou presença na cerimónia de encerramento do 36.º Encontro Nacional de Medicina Geral e Familiar (ENMGF), que decorreu no passado sábado, em Braga, com um discurso bastante crítico do atual Executivo, que arrancou fortes aplausos dos médicos de família (MF).

Published in Atualidade

O bastonário dos médicos, Miguel Guimarães, quer que a Ordem dos Médicos tome uma posição sobre o uso de canábis para fins recreativos, lembrando o impacto que uma eventual legalização pode ter na saúde das pessoas.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) pediu a intervenção da ministra da Saúde, Marta Temido, na resolução da situação vivida no Hospital Dona Estefânia, onde os chefes de equipa da Urgência anunciaram hoje a demissão.

Published in Atualidade

Miguel Guimarães considera que os médicos não devem operar sozinhos nos hospitais onde decorre a greve dos enfermeiros que trabalham em blocos operatórios.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, considera que os jovens clínicos devem lutar pela qualidade da Medicina e combater as más políticas de saúde.

Published in Atualidade

A Ordem dos Médicos (OM) enviou um ofício ao Ministério da Saúde e aos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) a alertar para as “sucessivas falhas nos sistemas informáticos” e a “excessiva burocratização” que penaliza a relação médico-doente nas consultas.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, considera que a resolução do problema da ala pediátrica do São João está nas mãos do Governo.

Published in Atualidade
Pág. 4 de 21
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas