O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) visita já amanhã o Hospital de São José, em Lisboa, para averiguar as condições do serviço de Urgência.

Published in Atualidade

O secretário regional da Saúde da Madeira, Pedro Ramos, disse hoje que o bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, desconhece a realidade do setor no arquipélago, nomeadamente no que diz respeito aos horários das 35 horas semanais.

Published in Atualidade

A Conta Satélite da Saúde divulgada, hoje, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) revela que a despesa com Saúde aumentou 3% em 2017, equivalente a 17,3 mil milhões de euros, o que representa uma redução face aos dois anos anteriores.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, considerou que “a Saúde” foi a “grande vencedora” da votação, no parlamento, que chumbou a eutanásia.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) recusa-se a alterar o código deontológico caso a despenalização da eutanásia seja aprovada.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) afirma que a despenalização da eutanásia não obrigaria a mudar o código deontológico dos médicos, ficando os clínicos que a praticassem também despenalizados da parte disciplinar.

Published in Atualidade

A Assembleia de Representantes da Ordem dos Médicos (OM), reunida ontem no Porto, instigou “todos os médicos portugueses a combaterem uma política de Saúde que não serve os portugueses, nem os profissionais”. Trata-se, diz o bastonário da OM; Miguel Guimarães, de “um grito de revolta dos médicos que sentem ser sua obrigação contribuir de novo para resgatar o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e recuperar as suas características genéticas”.

Published in Atualidade
sexta-feira, 04 maio 2018 17:27

Miguel Guimarães: “Medicina há só uma!”

Numa entrevista ao nosso jornal, em que faz um balanço do primeiro ano de mandato enquanto bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães mostra-se cansado e desacreditado face às justificações da tutela em matérias essenciais para a qualidade do exercício da Medicina em Portugal, tais como as Carreiras Médicas ou a abertura de vagas para a colocação de recém-especialistas no Serviço Nacional de Saúde (SNS). A recente portaria para a criação de uma licenciatura em medicina tradicional chinesa é, de acordo com o bastonário da OM, “a gota de água” a cair sobre tudo o que, neste momento, está mal no SNS. Ao Jornal Médico, o responsável garantiu que não vai baixar os braços na defesa das reformas essenciais à sustentabilidade do SNS, prometendo medidas de protesto inéditas que, sem prejudicar os doentes, mostrem ao Governo a indignação dos profissionais

Published in Entrevistas
Pág. 8 de 21
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas