As eleições para os órgãos nacionais, regionais e colégios de especialidade da Ordem dos Farmacêuticos (OF) realizam-se já no dia 9 de fevereiro.

Published in Atualidade

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) precisa de mais 5.500 médicos, 30 mil enfermeiros e 140 farmacêuticos, defenderam os bastonários das respetivas ordens profissionais durante um debate sobre os recursos humanos no SNS, promovido pela consultora multinacional IASIST.

Published in Atualidade

A Ordem dos Farmacêuticos (OF) vai formar professores do Instituto Superior de Ciências e Tecnologia de Moçambique (ISCTEM), no âmbito de um acordo, assinado esta quinta-feira, em Maputo, entre os dois organismos.

Published in Atualidade

A Ordem dos Farmacêuticos está contra a redução do preço dos medicamentos, por considerar que esta medida poderá trazer mais situações penalizadoras.

Published in Atualidade
quinta-feira, 27 setembro 2018 11:40

Prejuízo de 63% das farmácias preocupa bastonária

A bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, Ana Paula Martins, denunciou que existem 1.835 farmácias com prejuízo - 63% da rede - e que o setor da distribuição tem centenas de milhões de euros em créditos das farmácias.

Published in Atualidade

As Ordens dos Profissionais da Saúde e as instituições da área da Saúde – públicas, privadas e do setor social – reúnem-se, amanhã, pelas 11h30, na sede da Ordem dos Médicos, em Lisboa, para a apresentação pública da Convenção Nacional da Saúde.

Published in Atualidade

A Ordem dos Farmacêuticos (OF) considera que o cultivo e uso da planta da canábis é “uma não solução” e representa “deixar os doentes abandonados à sua sorte”.

Published in Atualidade
Pág. 3 de 5
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas