A Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) esclareceu hoje que as convocatórias para rastreio do cancro da mama estão a ser feitos por telefone, não sendo, como a entidade tinha alertado na quinta-feira, "telefonemas falsos".

Published in Atualidade

A Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve alertou para a realização de chamadas telefónicas fraudulentas com o intuito de recolher dados pessoais para falsos rastreios do cancro da mama.

Published in Atualidade

Reconhecida como um problema global de saúde pública, a anemia afeta cerca de um quarto da população mundial, com a Organização Mundial da Saúde a estimar, em 2011, uma prevalência de anemia gestacional de 38%, valor que chega aos 26% na Europa.

Published in Atualidade

Todos os Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) e Unidades Locais de Saúde da região Norte vão poder realizar o Rastreio da Saúde da Visão Infantil.

Published in Atualidade

A Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) contrariou as afirmações do presidente da Europacolon Portugal, garantindo que o rastreio do cancro do cólon e reto não está parado.

Published in Atualidade

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) garante ter rastreio de base populacional ao cancro colorretal, situação denunciada pela Europacolon Portugal.

Published in Atualidade

A Sociedade Portuguesa de Hipertensão (SPH) associou-se, pela primeira vez, ao registo mundial de pressão arterial (HTA) coordenado pela Sociedade Internacional de Hipertensão, tendo feito um rastreio a mais de 800 pessoas.

Published in Atualidade
quarta-feira, 09 maio 2018 15:21

Bayer promove rastreio de dermatite atópica

Published in Terapêutica
Pág. 1 de 2
COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas
Editorial | Rui Nogueira, Médico de Família e presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas

Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência terminou e o estado de calamidade passou, mas o problema de saúde mantem-se ativo. É urgente encontrar uma visão inovadora e adotar uma nova estratégia. As unidades de saúde precisam de encontrar respostas adequadas e seguras.

Mais lidas