A linha telefónica SNS 24 já recebeu 20 chamadas de pessoas informadas através da aplicação de rastreio StayAway Covid de terem estado em contacto com alguém infetado, segundo o presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), Luís Goes Pinheiro.

Published in Atualidade
quarta-feira, 22 abril 2020 15:35

SNS cria atendimento por videochamada para surdos

O Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde – SNS24 passou a disponibilizar uma plataforma de atendimento por videochamada, dedicada aos cidadãos surdos. A linha já está a funcionar e conta com seis intérpretes de Língua Gestual Portuguesa.

Published in Atualidade

Em 2019, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) transferiu mais de 71 mil chamadas para o Centro de Contacto SNS24.

Published in Atualidade

O SNS 24 recebe uma média de 4.000 telefonemas e mais de 10 mil contactos digitais por dia, registando um crescimento de cerca de 30% ao ano, anunciou hoje o secretário de Estado da Saúde.

Published in Atualidade

A nova versão do site SNS24, lançada a 23 de janeiro de 2019, conta já com um milhão e meio de utilizadores e mais de dois milhões de visualizações da página.

Published in Atualidade

A Sociedade Portuguesa de Oncologia (SPO) e o SNS24 anunciaram um projeto conjunto que visa a criação, até ao final do ano, de uma linha telefónica para onde os doentes oncológicos em tratamento podem ligar fora dos horários dos serviços de oncologia. O comunicado foi feito durante o 16.º Congresso Nacional de Oncologia, que decorre até sábado no Centro de Congressos do Estoril.

Published in Atualidade
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas