A Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) está a preparar um estudo para conhecer a real prevalência da insuficiência cardíaca em Portugal, que se estima atingir 400.000 pessoas e cujos dados mais atuais têm mais de 20 anos.

Published in Atualidade

Especialistas de Cardiologia Pediátrica reforçam que os dados disponíveis, atualmente, mostram que a apresentação clínica da Covid-19 em idade pediátrica é “apenas muito raramente grave”.

Published in Atualidade

A Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) recomenda o uso generalizado de máscaras pela população como forma de proteger os doentes de risco, nos quais se incluem os cardiovasculares.

Published in Atualidade

Atualmente, a insuficiência cardíaca (IC) afeta cerca de 380 mil pessoas em Portugal e as estimativas apontam para que, em 2060, acometa um número superior, atingindo as 500 mil. Perante este cenário, o Grupo de Estudos de Insuficiência Cardíaca (GEIC), da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC), organizou, num apelo à ação, o colóquio “Tempo de Agir – Portugal, 400 mil doentes com IC: organizar, AGORA!”, no passado dia 24 de janeiro, em Lisboa.

Published in Atualidade

Assinala-se hoje, dia 14 de fevereiro, o Dia Nacional do Doente Coronário. Em comunicado, a Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) vem reforçar a importância de controlar fatores de risco, com destaque para a abstinência total do hábito de fumar como “a única medida garantidamente eficaz para combater as doenças do coração”.

Published in Atualidade

Os resultados da segunda edição do estudo Atlas da Sociedade Europeia de Cardiologia (SEC) foram apresentados ontem na sede da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC), em Lisboa. No panorama cardiológico, Portugal tem como grande desafio o “impacto do acidente vascular cerebral na mortalidade, anos de vida perdidos ajustados por incapacidade, anos de vida vividos com incapacidade e anos de vida perdidos”, onde os resultados são “claramente insatisfatórios”. A análise resulta da comparação com 51 países, incluindo todos os da Europa e alguns de África do Norte, Golfo Pérsico e antiga União Soviética.

Published in Atualidade

Segundo os dados de um estudo do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, em Portugal, 55% da população com idades compreendidas entre os 18 e os 79 anos apresenta dois ou mais fatores de risco de doença cardiovascular, sobretudo excesso de peso ou obesidade, hipertensão arterial, colesterol elevado, hábitos tabágicos e diabetes.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 3
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas