Um programa de intervenção psicológica para contexto oncológico, desenvolvido na Universidade de Coimbra (UC), mostrou ser “eficaz na diminuição do sofrimento de mulheres com cancro da mama”, anunciou hoje aquela instituição.

Published in Atualidade

Portugal é o quinto país da União Europeia com a mais baixa taxa de mortalidade por cancro da mama estimada para 2020, segundo um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) ontem publicado.

Published in Atualidade

Uma equipa de investigadores do IDIBAPS, em Barcelona (Espanha), desenvolveu um biomarcador que integra variáveis clínicas de doentes, informações sobre o tumor e dados genómicos para diagnosticar mulheres com cancro da mama HER2+ em fase inicial.

Published in Atualidade

Mais de metade dos doentes oncológicos ou familiares já ouviram falar das mutações do gene BRCA e associam-nas ao cancro da mama, mas apenas 27,9% sabem que estas aumentam o risco de cancro de mama também no homem.

Published in Atualidade

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Coimbra venceu ontem o Prémio HINTT - Maturidade Digital, na categoria Segurança do Paciente, com o projeto Oncommunities, dirigido a doentes com cancro da mama e profissionais de saúde.

Published in Atualidade

O Instituto das Ciências da Vida e da Saúde (ICVS) da Escola de Medicina da Universidade do Minho está a desenvolver um projeto de investigação que visa encontrar um tratamento para um dos subtipos mais agressivos de cancro da mama: o cancro da mama triplo negativo.

Published in Atualidade

A CUF Oncologia anunciou que vai reforçar as Vias Verdes de Diagnóstico, em todos os seus Hospitais, entre os dias 1 e 15 de julho, numa ação denominada “Hoje ainda não é tarde”.

Published in Atualidade

O Prémio Pfizer 2019 - investigação clínica, no valor total de 50 mil euros, foi atribuído a uma investigação que identificou um marcador preditivo de resposta à Quimioterapia Neoadjuvante (QNA) em mulheres com cancro da mama.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 7
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas