sexta-feira, 27 julho 2018 11:06

ARSC: Centro vai contratar 264 novos médicos

A região Centro vai receber 264 novos médicos, 200 para a área hospitalar, 62 em Medicina Geral e Familiar e dois na área da Saúde Pública, anunciou a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC).

Published in Atualidade

O Centro Hospitalar de Lisboa Central (CHLC) contratou 62 enfermeiros, integrados no grupo de 145 profissionais de saúde a admitir com autorização do Ministério da Saúde.

Published in Atualidade

O conselho de administração do Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV), que integra os hospitais de Aveiro, Águeda e Estarreja, anunciou a contratação de quase meia centena de profissionais, após ter obtido autorização do Ministério da Saúde.

Published in Atualidade

O Hospital de Santarém (HDS) anunciou que foi autorizado a contratar 60 trabalhadores, incluindo 27 enfermeiros e oito médicos, para colmatar as necessidades da passagem das 40 para as 35 horas de trabalho semanais.

Published in Atualidade

O Sindicato dos Médicos da Zona Sul (SMZS/FNAM) exige a contratação imediata de médicos para a Maternidade Alfredo da Costa (MAC), em Lisboa, após a demissão de chefes de equipa do serviço de Urgência desta unidade hospitalar.

Published in Atualidade
terça-feira, 10 julho 2018 16:38

ULS da Guarda contrata 27 profissionais de saúde

A Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda anunciou, hoje, que foi autorizada pela tutela a contratar 27 profissionais de saúde para colmatar a passagem às 35 horas de trabalho semanais.

Published in Atualidade

O Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, vai contratar 52 novos profissionais de saúde para colmatar a passagem do horário das 40 para as 35 horas semanais.

Published in Atualidade

O Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) anunciou, hoje, a contratação de 21 profissionais de saúde para colmatar a passagem do horário das 40 para as 35 horas de trabalho semanais.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 3
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas