A direção da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) destacou hoje a “enorme capacidade de resposta” do Serviço Nacional de Saúde (SNS) no atual contexto de pandemia, sobretudo, por parte dos médicos de família e das unidades de saúde dos cuidados de saúde primários (CSP).

Published in Atualidade

Segundo a Organização Mundial de Saúde as “doenças crónicas são doenças com longa duração e, geralmente, progressão lenta”. Consideram-se doenças crónicas as doenças cardiovasculares (como o enfarte cardíaco e o acidente vascular cerebral), cancros, doenças respiratórias crónicas (como a doença pulmonar obstrutiva crónica e asma) e diabetes. Estas são as principais causas de mortalidade no mundo, representando um total de 82% das mortes prematuras e, por esse motivo, são consideradas uma ameaça para a saúde pública mundial.

Published in Opinião

Cuidados de saúde primários mais acessíveis, maior oferta de valências médicas e instalações com melhores condições são três objetivos traçados pelo Governo. Como tal, o primeiro-ministro declarou ontem, durante a inauguração da USF da Batalha, no Porto, que ao longo da legislatura será generalizado o modelo das Unidades de Saúde Familiares (USF).

Published in Atualidade

Em Portugal, a dor crónica afeta cerca de 34% dos indivíduos nos Cuidados de Saúde Primários (CSP) e, em média, o diagnóstico de dor crónica demora quatro anos após os primeiros sintomas. No que respeita à intensidade da dor, numa escala numérica de 0 a 10, a média de intensidade máxima referida pelos doentes é de 7.

Published in Atualidade

A Unidade de Saúde Familiar (USF) Nuno Grande, em Vila Real, começa a funcionar em novas instalações no próximo dia 12 de março, após um investimento de 790 mil euros em obras de recuperação de um edifício inacabado.

Published in Atualidade

Em Portugal, nos cuidados de saúde primários (CSP) mais de um terço dos indivíduos apresenta dor crónica, sendo a lombalgia a patologia mais frequente entre estes doentes.

Published in Atualidade

O Banco de Mundial (BM) vai desembolsar 88 milhões de euros para reforçar os cuidados de saúde primários em Moçambique, anunciou um especialista em saúde pública da instituição.

Published in Atualidade

Pelo menos metade da população mundial não tem acesso a cuidados essenciais de saúde, segundo revelou um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Banco Mundial (BM) divulgado hoje.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 10
COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas
Editorial | Rui Nogueira, Médico de Família e presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas

Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência terminou e o estado de calamidade passou, mas o problema de saúde mantem-se ativo. É urgente encontrar uma visão inovadora e adotar uma nova estratégia. As unidades de saúde precisam de encontrar respostas adequadas e seguras.

Mais lidas