As doenças neurodegenerativas vão estar em destaque no EUNOS 2019, o maior congresso europeu de neuro-oftalmologia, que este ano vai decorrer no Porto, entre os dias 16 e 19 de junho, e contará com a presença de alguns dos maiores especialistas mundiais desta área.

Published in Atualidade

Com o objetivo de elevar a troca de conhecimentos e o desenvolvimento de novas abordagens capazes de contribuir para o avanço da investigação na área das doenças neurodegenerativas, o BioISI Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas – organiza, na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, entre 21 e 23 de Junho 2018, o workshop “Abordagens Integrativas na Neurodegeneração”, promovido pelo consórcio FlySMALS, financiado no âmbito do Programa Conjunto de Investigação em Doenças Neurodegenerativas da União Europeia (EU JPND research).

Published in Atualidade

Wheelchair

Entra em funcionamento, este sábado, dia 16 de julho, em Braga, o Centro Multidisciplinar de Doenças Neurodegenerativas, uma espécie de “centro de dia” destinado essencialmente a pessoas com esclerose múltipla.

O presidente da Associação Todos com a Esclerose Múltipla (TEM), Paulo Pereira, explicou à Lusa que esta infraestrutura se distingue dos tradicionais centros de dia pelo facto de se destinar a utentes “muito mais jovens”, isto porque, esclareceu, os doentes com esclerose múltipla “têm, em média, entre os 25 e os 45 anos”.

No centro, que tem as portas abertas também para portadores de doença de Parkinson ou de Alzheimer e capacidade para acolher 24 pessoas, os utentes beneficiarão de serviços de Psicologia, Terapia Ocupacional e Terapia da Fala.

Nesta primeira fase, a TEM investiu cerca de 40 mil euros no Centro, “sem quaisquer apoios estatais ou camarários”. A segunda fase, adiantou o responsável, passará pela aquisição do equipamento necessário para o funcionamento da Fisioterapia, o que significará um investimento também na ordem dos 40 mil euros.

Neste momento, a Fisioterapia será ministrada aos utentes deste Centro nas instalações do Instituto Superior de Saúde do Alto Ave, em Póvoa de Lanhoso.

Published in Atualidade
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde
Editorial | Jornal Médico
800 milhões de euros para o Serviço Nacional de Saúde

Se não os tivéssemos seria bem pior! O reforço do Programa Operacional da Saúde com 800 milhões de euros pode ser entendido como sinal político de valorização do setor da saúde. Será uma viragem na política restritiva? O Serviço Nacional de Saúde (SNS) de 40 anos precisa de cuidados intensivos! Há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções. É urgente pensarmos na nova década com rigor e disponibilidade sincera.

Mais lidas