Displaying items by tag: medicamentos genéricos

Um em cada três especialistas de Medicina Geral e Familiar (MGF) inquiridos num estudo sobre medicamentos genéricos (MG) ainda apresenta algumas reservas relativamente à sua eficácia e um quarto sobre a sua composição em relação aos fármacos originadores.

Published in Atualidade

A Associação Portuguesa de Medicamentos Genéricos e Biossimilares (APOGEN) divulgou hoje os resultados do “Estudo de Perceção dos Medicamentos Genéricos (MG) em Portugal”, desenvolvido pela GfK Metris. A investigação revelou que os utentes têm uma perceção favorável, com 85% dos inquiridos a considerar a sua existência como “positiva” ou “muito positiva”. O estudo foi realizado junto de utentes, especialistas de Medicina Geral e Familiar (MGF) e farmacêuticos comunitários, com o objetivo de saber qual a adesão dos portugueses aos MG e o respetivo papel na saúde nacional.

Published in Atualidade
terça-feira, 02 fevereiro 2021 14:35

Medicamentos genéricos geram poupança de 462 ME em 2020

Os medicamentos genéricos dispensados nas farmácias comunitárias pouparam ao Estado e às famílias mais de 462 milhões de euros, só em 2020. Estes são dados do contador online, lançado no ano passado pela Associação Nacional das Farmácias (ANF) e a Associação Portuguesa de Medicamentos Genéricos e Biossimilares (APOGEN).

Published in Atualidade

Os hospitais portugueses pouparam quase 30 milhões de euros nos primeiros dez meses do ano só com três medicamentos para o tratamento do cancro, VIH/sida e outras infeções, de acordo com o Infarmed.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 2
Se os jovens Médicos de Família querem permanecer no SNS e se o SNS precisa deles, o que falta?
Editorial | António Luz Pereira
Se os jovens Médicos de Família querem permanecer no SNS e se o SNS precisa deles, o que falta?

Nestes últimos dias tem sido notícia o número de vagas que ficaram por preencher, o número de jovens Médicos de Família que não escolheram vaga e o número de utentes que vão permanecer sem médico de família. Há três grandes razões para isto acontecer e que carecem de correção urgente para conseguir cativar os jovens Médicos de Família.

Mais lidas