O número de nascimentos em Portugal aumentou ligeiramente no primeiro semestre deste ano, totalizando 42.149, mais 11 face a igual período de 2019, segundo dados baseados no "teste do pezinho", que cobre a quase totalidade dos nascimentos.

Published in Atualidade

Em 2019, nasceram pelo menos 87.364 bebés em Portugal, mais 537 face ao ano anterior e mais 4.264 do que em 2014, segundo dados baseados no "teste do pezinho", hoje divulgados hoje Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA).

Published in Atualidade

De acordo com os dados do Programa Nacional do Rastreio Neonatal, que cobre quase a totalidade dos nascimentos, até ao final de novembro nasceram 80.714 bebés em Portugal, atingindo um número recorde dos últimos cinco anos para igual período.

Published in Atualidade

O teste do pezinho foi realizado pela primeira vez há 40 anos e desde então tornou-se uma rotina que salvou a vida de crianças e evitou que milhares tivessem atrasos neurológicos irreversíveis.

Published in Atualidade

Cerca de 87 mil crianças nasceram em Portugal em 2018, um ligeiro aumento face a 2017, de acordo com os dados do Instituto Nacional Ricardo Jorge (INSA) baseados no rastreio neonatal, conhecido por “teste do pezinho”.

Published in Atualidade

O número de bebés nascidos nos primeiros dez meses do ano aumentou face ao mesmo período de 2017, atingindo pelo menos 72.805 bebés, de acordo com os dados do Programa Nacional de Diagnóstico Precoce, conhecido como “teste do pezinho”. Este número representa um crescimento de 1.320 nascimentos.

Published in Atualidade

Dados do Programa Nacional de Diagnóstico Precoce, conhecido por “teste do pezinho”, registam um total de 41.786 nascimentos, em Portugal, no primeiro semestre do ano, mais 97 do que no mesmo período do ano anterior.

Published in Atualidade

Nos primeiros quatro meses deste ano, nasceram pelo menos 27.157 bebés, mais 198 face ao mesmo período do ano passado, segundo os dados do Programa Nacional de Diagnóstico Precoce, conhecido como “teste do pezinho”.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 2
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas