A taxa de incidência da tuberculose em 2018 situou-se em 20,8 casos por 100.000 habitantes, representando um aumento de 21,5% em relação aos dois anos anteriores e um novo máximo desde 2010, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Published in Atualidade

Uma equipa internacional, liderada por investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto (i3S), concluiu que a diversidade genética da bactéria que provoca a tuberculose pode influenciar a forma como a doença se manifesta.

Published in Atualidade

A tuberculose é ainda um dos maiores problemas mundiais de saúde pública. Devido ao Mycobacterium Tuberculosis, hoje em dia morrem mais pessoas por tuberculose em todo o mundo do que por qualquer outra doença infeciosa curável.

Published in Atualidade

O Grupo de Ativistas em Tratamentos (GAT) e a Coalition Plus organizam no dia 29 de novembro, no Refeitório dos Monges, na Assembleia da República, a Sessão de Apresentação da Rede Lusófona – Acelerar as respostas às epidemias do VIH, hepatites virais e tuberculose.

Published in Atualidade

O relatório anual da tuberculose, da Organização Mundial de Saúde (OMS), relativo a 2018, revelou o maior número de sempre de pessoas a receber tratamento para a doença – sete milhões. Porém, no mesmo ano, a infeção mais mortal do mundo foi responsável pela morte de 1,5 milhões de pessoas.

Published in Atualidade

Uma equipa de cientistas do Instituto de Biotecnologia da Universidade Nacional Autónoma do México descobriu, no veneno de escorpião, antibióticos contra a tuberculose e a pneumonia, anunciou hoje a universidade mexicana responsável pela investigação.

Published in Atualidade

Published in Terapêutica

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu aos governos medidas decisivas para erradicar a tuberculose no mundo, a propósito da cimeira sobre a doença que decorre já na próxima semana.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 5
Deixar cair com violência o que é desnecessário e aproveitar a oportunidade
Editorial | Rui Nogueira, presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
Deixar cair com violência o que é desnecessário e aproveitar a oportunidade

Assaltar o desnecessário. Rasgar a burocracia. Rejeitar o desperdício. Anular a perda de tempo. As aprendizagens da pandemia serão uma ótima oportunidade para acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência e o estado de calamidade ensinaram-nos muito! É necessário desconfinar o centro de saúde e reinventar o conceito com unidades de saúde aprendentes e inovadoras.

Mais lidas