Os dados do relatório final do Vacinómetro 2019/2020, hoje divulgados, demonstram que foi alcançada a meta de 75% de taxa de vacinação proposta pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em Portugal.

Published in Atualidade

Os dados da segunda vaga do relatório Vacinómetro, que monitoriza a vacinação contra a gripe em grupos prioritários, na época gripal 2019/2020, revelam que, desde o dia 15 de outubro, já se terão vacinado contra a gripe sazonal: 58,4% dos indivíduos com 65 ou mais anos – uma subida de 5,5% em comparação ao período homólogo do ano passado; 52% dos indivíduos portadores de doença crónica – uma subida de 11,3% em comparação ao período homólogo do ano passado;  40,1% dos profissionais de saúde em contacto direto com doentes – uma subida de 2,9% em comparação ao período homólogo do ano passado; e 27,8% dos portugueses com idades compreendidas entre os 60 e os 64 anos – uma subida de 4,8% em comparação ao período homólogo do ano passado.

Published in Atualidade

De acordo com os dados da primeira vaga do “Vacinómetro” a cobertura vacinal da gripe aumentou nos grupos considerados prioritários da época gripal 2019/2020 – doentes crónicos, profissionais de saúde, população mais idosa – face ao período homólogo do ano passado.

Published in Atualidade

Ao todo, cerca de 1.3 milhões de portugueses com 65 ou mais anos vacinaram-se contra a gripe nesta época gripal.

Published in Atualidade

De acordo com os últimos dados do vacinómetro, que monitorizou a vacinação contra a gripe nos grupos prioritários desde o dia 15 de outubro, cerca de 1,3 milhões de idosos (65 anos ou mais) já se vacinaram contra a gripe.  

Published in Atualidade

Mais de metade dos idosos já se vacinou contra a gripe, de acordo com os dados do “vacinómetro”, um projeto lançado em 2009 que permite monitorizar em tempo real a taxa de cobertura vacinal em grupos prioritários recomendados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Published in Atualidade
O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo
Editorial | Jornal Médico
O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo

O Novo Livro Azul da APMGF é um desejo e uma necessidade. Volvidos 30 anos é fácil constatar que todos os princípios e valores defendidos no Livro Azul se mantêm incrivelmente atuais, apesar da pertinência do rejuvenescimento que a passagem dos anos aconselha. É necessário pensar, idealizar e projetar a visão sobre os novos centros de saúde, tendo em conta a realidade atual e as exigências e necessidades sentidas no futuro que é já hoje. Estamos a iniciar um novo ciclo!

Mais lidas