×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 34880

O Governo abriu concurso para 220 médicos, a maioria (148) de especialidades hospitalares, 56 de Medicina Geral e Familiar (MGF) e 16 de Saúde Pública, segundo um despacho publicado em Diário da República.

Published in Atualidade

O Ministério da Saúde abriu 435 vagas para a contratação de recém-especialistas em Medicina Geral e Familiar, metade das quais na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Published in Atualidade

No âmbito do concurso de segunda época de 2019 para médicos-especialistas, o despacho n.º 12347-B/2019, publicado hoje em Diário da República, autoriza a abertura de um total de 482 postos de trabalho – número recorde. Desse total, estipula-se 120 vagas para médicos de família, 16 para a área de saúde pública e 346 para a área hospitalar.

Published in Atualidade

Considerando o estado do Serviço Nacional de Saúde (SNS), prevê-se que o acesso a formação especializada por jovens médicos esteja condicionado pois existe uma “dificuldade em manter o ritmo crescente do número de vagas abertas ao longo dos últimos anos”. A conclusão é de uma auditoria externa e independente, solicitada pelo Ministério da Saúde e realizada pela EY.

Published in Atualidade

Mais de mil médicos irão ficar este ano sem acesso a formação médica especializada, segundo estima uma associação do setor, que lamenta o “preocupante desinteresse” do Ministério da Saúde.

Published in Atualidade

O concurso de 1.ª época de 2019 para médicos recém-especialistas foi ontem publicado em Diário da República, prevendo o maior contingente de vagas de sempre.

Published in Atualidade
quinta-feira, 15 novembro 2018 10:15

Vila Real: CHTMAD com 64 vagas para médicos internos

O Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD) vai abrir 64 vagas para médicos internos do ano comum em 2019, anunciou aquela entidade.

Published in Atualidade

A Ordem dos Nutricionistas (ON) congratula-se pela abertura do concurso destinado à contratação de 40 nutricionistas para o Serviço Nacional de Saúde (SNS), que serão integrados nos cuidados de saúde primários.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 2
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas