Displaying items by tag: Paula Broeiro

Escrevo na primeira pessoa a vivência de ser Médica de Família, numa unidade de saúde em Lisboa a cuidar de utentes sem equipa de saúde. Enquanto Médica de Família há quase 30 anos podia estar tranquilamente com uma lista de utentes, numa qualquer USF modelo B. Pelo contrário, todos os meses tenho de justificar superiormente porque não tenho uma lista de utentes por colaborar nos cuidados a cerca de 9 000 inscritos sem Médico de Família da minha unidade. Faço o melhor que posso em cada dia, sabendo-o insuficiente. Enquanto profissional que cuida desta população e a olha nos olhos, sinto o peso da desigualdade no acesso à saúde confirmado pela afirmação “Dr.ª não tenho culpa de não ter médico!” Como as políticas ignoram este problema e aceitam que os cuidados de saúde em situação de vulnerabilidade assentem na solidariedade das equipas com menores recursos?

Published in Editorial
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?
Editorial | Denise Cunha Velho
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?

Sou do tempo em que, na Zona Centro, não se conhecia a grelha de avaliação curricular, do exame final da especialidade. Cada Interno fazia o melhor que sabia e podia, com os conselhos dos seus orientadores e de internos de anos anteriores. Tive a sorte de ter uma orientadora muito dinâmica e que me deu espaço para desenvolver projectos e actividades que me mantiveram motivada, mas o verdadeiro foco sempre foi o de aprender a comunicar o melhor possível com as pessoas que nos procuram e a abordar correctamente os seus problemas. Se me perguntarem se gostaria de ter sabido melhor o que se esperava que fizesse durante os meus três anos de especialidade, responderei afirmativamente, contudo acho que temos vindo a caminhar para o outro extremo.