Displaying items by tag: PR

O primeiro-ministro afirmou hoje que regresso do país ao estado de emergência não está em cima da mesa, frisando que esta é uma competência constitucional do Presidente da República e que o anterior confinamento teve "custos imensos".

Published in Atualidade
O Presidente da República revelou hoje a existência de contactos para a colaboração do setor privado com o Serviço Nacional de Saúde (SNS) com o objetivo de libertar camas de cuidados intensivos para doentes com Covid-19.
Published in Atualidade
O Presidente da República reconheceu que Portugal está a registar um aumento progressivo dos casos de Covid-19, mas considerou que os serviços de saúde ainda têm capacidade de resposta e as mortes estão aquém da “linha vermelha”.
Published in Atualidade

O Presidente da República (PR) defendeu, hoje, que a Lei de Bases da Saúde deve ter princípios claros, mas deverá ser flexível quanto a orgânicas e estruturas, apostando num “equilíbrio virtuoso” entre público, privado e social.

Published in Atualidade

O ex-bastonário da Ordem dos Médicos (OM) espera que o Presidente da República (PR) tenha em conta “o problema” de constitucionalidade dos projetos de despenalização da morte medicamento assistida.

Published in Atualidade

O Presidente da República apelou ontem para a criação urgente de um estatuto legal para os cuidadores de doentes com Alzheimer.

Published in Atualidade
Pág. 2 de 2
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?
Editorial | Denise Cunha Velho
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?

Sou do tempo em que, na Zona Centro, não se conhecia a grelha de avaliação curricular, do exame final da especialidade. Cada Interno fazia o melhor que sabia e podia, com os conselhos dos seus orientadores e de internos de anos anteriores. Tive a sorte de ter uma orientadora muito dinâmica e que me deu espaço para desenvolver projectos e actividades que me mantiveram motivada, mas o verdadeiro foco sempre foi o de aprender a comunicar o melhor possível com as pessoas que nos procuram e a abordar correctamente os seus problemas. Se me perguntarem se gostaria de ter sabido melhor o que se esperava que fizesse durante os meus três anos de especialidade, responderei afirmativamente, contudo acho que temos vindo a caminhar para o outro extremo.