terça-feira, 05 novembro 2019 16:21

Manuel Carrageta: “A IC é uma perigosa epidemia”

Consciente de que a insuficiência cardíaca (IC) é uma “perigosa epidemia”, a Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC) procurou sensibilizar a população portuguesa, ao longo do mês de maio, para o impacto desta doença a nível nacional. O mote da campanha Maio, Mês do Coração – “Insuficiência cardíaca: Liberte o seu coração” – pretende alertar para este problema crescente que afeta cerca de 400 mil portugueses e mais de 15 milhões de pessoas em toda a Europa.

Published in Atualidade

“A insuficiência cardíaca (IC) é uma das epidemias do século XXI e deve ser considerada uma prioridade nacional!”.

Published in Atualidade

A Fundação Portuguesa de Cardiologia, com o apoio da Câmara Municipal de Évora, vai promover uma ação de rastreios cardiovasculares no dia 30 de maio, entre as 10h e as 17h, na Praça do Giraldo, em Évora.

Published in Atualidade

A Fundação Portuguesa de Cardiologia vai realizar, no dia 17 de maio, às 10h30, na Universidade Sénior de Almada (USALMA), uma sessão de esclarecimento sobre insuficiência cardíaca.

Published in Atualidade

A Fundação Portuguesa de Cardiologia, em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, vai promover no dia 4 de maio, no Jardim de Belém, a Festa do Coração. A iniciativa decorre entre as 10h e as 18h e insere-se nas atividades de Maio, Mês do Coração.

Published in Atualidade

Apenas 15% dos portugueses conseguem identificar o edema nas pernas como um dos principais sintomas da insuficiência cardíaca (IC), uma doença que afeta cerca de meio milhão de pessoas em Portugal.

Published in Atualidade

A Fundação Portuguesa de Cardiologia vai apresentar no dia 23 de abril, às 11h, no Palácio Foz (Lisboa), a campanha anual para “Maio, Mês do Coração”, que este ano é dedicada ao tema da insuficiência cardíaca.

Published in Atualidade

A quase totalidade dos inquiridos num estudo promovido pela Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC) e hoje divulgado afirma saber o que é o colesterol, mas mais de metade desconhece o valor que tem, uma situação mais frequente entre a faixa etária dos mais jovens.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 4
Redimensionar as listas de utentes e rever a Carreira Médica é um imperativo
Editorial | Jornal Médico
Redimensionar as listas de utentes e rever a Carreira Médica é um imperativo

A dimensão das listas de utentes e a Carreira Médica são duas áreas que vão exigir, nos próximos tempos, uma reflexão e ação por parte dos médicos de família.