Academia CUF: 1ª Reunião Clínica Patologia e Cirurgia Orbitária
DATA
25/02/2019 12:11:41
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Academia CUF: 1ª Reunião Clínica Patologia e Cirurgia Orbitária

A Academia CUF promove no próximo dia 13 de abril a 1ª Reunião Clínica Patologia e Cirurgia Orbitária. Ana Duarte, coordenadora da reunião, avalia as expetativas e objetivos.

 Quais os principais objetivos da realização da 1ª Reunião Clínica Patologia e Cirurgia Orbitária e como surgiu o conceito

A região orbitária é abordada por múltiplas especialidades: Oftalmologia, Cirurgia Maxilo-facial, Neurocirurgia, Otorrinolaringologia, entre outras. São diferentes perspetivas que se encontram num final comum: o de tratar doenças e anomalias que envolvam o conteúdo orbitário e áreas anexas. O objetivo desta reunião é o de partilhar conhecimentos e experiências, algo que já fazemos com elevada frequência na nossa prática clínica.

Uma das particularidades desta reunião é a junção de várias especialidades na partilha de ideias sobre Patologia e Cirurgia Orbitária. Qual é a importância de uma equipa multidisciplinar no tratamento das patologias orbitárias? E vantagens

É fundamental existir essa ponte. Queremos despertar essa consciência, de que todos ganham com esse trabalho de equipa. O ritmo que nos é imposto por vezes torna difícil um contacto rápido com um colega de outra especialidade. O esforço deve ser o de tentar criar grupos de trabalho que funcionem de forma estruturada e célere, para que se discuta de forma interdisciplinar qual a melhor abordagem para cada caso específico.

O que é que os inscritos podem esperar da sua participação nesta reunião?

Queremos que todos saiam da sua área de conforto, que compreendam de forma fundamentada a perspetiva de todas as especialidades representadas. É uma reunião de partilha e enriquecimento, inclusive para aqueles que são já referências nas suas áreas.

Durante a reunião será também lançado um livro sobre o mesmo tema. Quais os principais tópicos abordados no mesmo? 

O livro terá os mesmos temas e é redigido pelos participantes na reunião. Servirá de marco para uma reunião que esperamos poder vir a ter continuidade no futuro.

Governação Clínica
Editorial | Joana Romeira Torres
Governação Clínica

O Serviço Nacional de Saúde em Portugal foi criado e cresceu numa matriz de gestão napoleónica, baseada numa forte regulamentação, hierarquização e subordinação ao poder executivo, tendo como objeto leis e regulamentos para reger a atividade de serviços públicos no geral, existindo ausência de regulamentação relativa à sua articulação com os serviços sociais e económicos.

Mais lidas