Jorge Mineiro distinguido pela European Union of Medical Specialists
DATA
29/11/2019 15:33:00
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Jorge Mineiro distinguido pela European Union of Medical Specialists

No passado dia 19 de outubro, o ortopedista Jorge Mineiro foi distinguido pela European Union of Medical Specialists (UEMS) pelo seu trabalho em Ortopedia a nível europeu. O Jornal Médico falou com o especialista para aferir a importância da distinção e da formação contínua na carreira médica.

JORNAL MÉDICO (JM) | Quão importante é a distinção feita pela European Union of Medical Specialists referente ao seu trabalho, a nível europeu, em Ortopedia?

JORGE MINEIRO (JM) | É diferenciador por ser o culminar de um trabalho que se tem feito na europa para melhorar a qualidade dos internatos de ortopedia ao longo destas duas últimas décadas.

 

JM | Trata-se de um prémio bastante exclusivo. Como se sente por ter sido o escolhido e por ser um dos poucos médicos especialistas portugueses a ser distinguido pela UEMS? 

JM | Fico muito contente por ter visto reconhecido a nível europeu o trabalho de uma equipa fantástica que lidero há 22 anos.

JM | A formação contínua na carreira médica é crucial para que este género de distinções se “aproximem” cada vez mais dos médicos especialistas portugueses? 

JM | Sim, é fundamental. Neste caso o award foca essencialmente a formação dos ortopedistas europeus, dando destaque à uniformização de práticas ao mais alto nível e à qualidade do que se faz para formar ortopedistas na europa, pois queremos que estes ortopedistas circulem livremente por toda a CE.

JM | Tendo em conta que é uma distinção europeia, a partilha de conhecimentos e a necessidade de homogeneizar a informação a nível transversal e internacional é importante para uma evolução contínua?

JM | É decisivo e este exame do board europeu de ortopedia tem deixado essa mensagem bem clara. Há que homogeneizar a qualidade do internato de forma a que não existam tantas disparidades quando comparamos os resultados entre todos os países da europa.

JM | As guidelines internacionais, se seguidas, vêm ajudar nessa vertente? 

JM | Definitivamente. É fundamental que se sigam as boas práticas internacionais para melhorar continuamente a prestação de cuidados de saúde, neste caso, particularmente na especialidade de ortopedia. Estas guidelines, que foram aprovadas por todos os países, europeus são por isso muito úteis.

mineiro

2020: Linhas de provocação de uma nova década com novas obrigações para novos contextos
Editorial | Rui Nogueira
2020: Linhas de provocação de uma nova década com novas obrigações para novos contextos

Este ano está quase a terminar e uma nova década vai chegar. O habitual?! Veremos! Na saúde temos uma viragem em curso e tal como há 40 anos, quando foi fundado o Serviço Nacional de Saúde (SNS), há novos enquadramentos, novas responsabilidades, novas ideias e novas soluções.

Mais lidas