Minnie Freudenthal: Uma atitude preventiva dirigida à saúde mental
DATA
15/03/2022 16:25:22
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Minnie Freudenthal: Uma atitude preventiva dirigida à saúde mental

Minnie Freudenthal, médica de formação, pretende inspirar outros profissionais de saúde a implementar estratégias preventivas de saúde mental, seja na relação com os doentes, quer consigo próprios. Este ano é uma das palestrantes da Happy Conference 2022, no dia 29 de março, o Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.

Licenciada em Medicina, Minnie Freudenthal passou por diversas instituições hospitalares, portugueses e estrangeiras, e após uma experiência nos Estados Unidos enveredou pela área da prevenção da saúde mental, pois na sua opinião “se a mente não estiver saudável vai comprometer o processamento de todas as informações diárias que o ser humano recebe”, afirma.

Na opinião da investigadora e formadora, a prevenção começa, em primeira instância, “por notar algo diferente”, ou seja, “valorizarmos e abordamos os sintomas prévios e mais óbvios de uma pessoa que não está com uma mente saudável. Até antes. É falar sobre este assunto”, explica Minnie Freudenthal.

De forma a ajudar os doentes investiu em cursos de hipnose clínica e técnicas de mindfulness. Atualmente, dedica-se mais ao mindfulness, mas realça que estas práticas “não são assim tão diferentes, pois ambos cultivam o estado virtuoso da mente, de aproximação dos problemas e colocam-nos num estado de recetividade”, esclarece.

Embora ainda seja necessário despertar o interesse dos profissionais de saúde para estas áreas, Minnie Freudenthal considera que seria producente a formação neste tipo de técnicas e conceitos, pelo impacto positivo na redução “do stress do dia a dia e só melhora a nossa performance no consultório”, aconselha.

Antecipando um pouco a temática da sua palestra na Happy Conference, com esta pretende inspirar a audiência a implementar a saúde preventiva, evitando o avanço das doenças, através de estratégias e atenção dada a questões como a nutrição, e outros conhecimentos proporcionados pelos avanços na neurociência.

Como diz: “a neurociência reuniu conhecimentos de muitas áreas e simplificou o que é uma mente, a ligação entre o sistema neuronal e hormonal, a importância do intestino. Começamos a desmitificar o que era a mente. Mas a cultura tem um tempo, nada muda de um dia para o outro”, afirma Minnie Freudenthal.

Entusiasmada por poder contribuir para a conferência, a palestrante explica que já teve no lugar da plateia e acredita que quem participa na Happy Conference procura refletir e conhecer novas estratégias que ditarão o futuro.

A Happy Conference no dia 29 de março, o Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa, e este ano destaca o tema da saúde – física, mental e relacional - como prioridade num contexto pós-COVID.

Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro
Editorial | Conceição Outeirinho
Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro

O início da segunda década deste século, foram anos de testagem. Prova intensa, e avassaladora aos serviços de saúde e aos seus profissionais, determinada pelo contexto pandémico. As fragilidades do sistema de saúde revelaram-se de modo mais acentuado, mas por outro lado, deu a conhecer o nível de capacidade de resposta, nomeadamente dos seus profissionais.