Investigadora melhora tratamento para problemas de incontinência

03 Out 2017

Um estudo desenvolvido na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) vai permitir melhorar o tratamento de problemas de incontinência, uma patologia que, em Portugal, afeta cerca de 600 mil pessoas, a maioria mulheres entre os 45 e os 65 anos de idade. A investigação teve como principal objetivo melhorar uma técnica cirúrgica frequentemente utilizada em casos que não respondem a métodos tradicionais. 

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo