Portugal irá liderar uma parceria de 16 regiões europeias na área da economia circular na saúde, no quadro de um projeto da Comissão Europeia que procura mobilizar esforços na inovação regional e nacional como resposta ao impacto da Covid-19.

Cerca de 500 novos internos ingressaram no internato da especialidade de Medicina Geral e Familiar (MGF) em todo o território nacional.

O secretário de Estado da Saúde, Diogo Serras Lopes, anunciou hoje, em Guimarães, a intenção de instalar em todo o país, concretamente em juntas de freguesia, balcões SNS24, destinados à prestação de serviços digitais e de telessaúde.
A Comissão Executiva das Comemorações do Centenário da Descoberta da Insulina, constituída por elementos de várias entidades ligadas à investigação e tratamento da diabetes, desenvolveu um programa de comemorações para assinalar os 100 anos da descoberta da insulina, que irá decorrer em 2021.

O Governo português assinalou ontem o Dia Internacional dos Direitos Humanos, destacando o impacto negativo que a pandemia está a ter nesta matéria e reafirmando o compromisso do país “na promoção, proteção e realização de todos os direitos humanos”.

As vacinas contra a covid-19 vão começar a ser administradas a partir de janeiro, sendo os grupos prioritários as pessoas com mais de 50 anos com patologias associadas, residentes e trabalhadores em lares, e profissionais de saúde e de serviços essenciais.

Cerca de metade dos portugueses que integram grupos prioritários já se vacinaram contra a gripe, de acordo com o relatório Vacinómetro, que monitoriza a cobertura vacinal contra a gripe entre idosos, doentes crónicos, grávidas e profissionais de saúde.

Portugal registou nos últimos anos um declínio nos novos diagnósticos de VIH/SIDA, enquanto noutros países do Espaço Económico Europeu, que inclui a União Europeia (UE/EEE), as taxas mais do que duplicaram, revela o relatório divulgado hoje.

Portugal está numa fase crítica da pandemia de Covid-19, admitiu o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, indicando que a taxa de letalidade global é de 1,9%, situando-se em 10,8% acima dos mais 70 anos.

O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) alerta para o aumento nos internamentos em Portugal devido à Covid-19, avisando que este poderá apenas “o início” se as autoridades portuguesas não atuarem para conter o vírus.

Portugal continental entrou às 00:00 de hoje em situação de calamidade devido ao aumento do número de casos de Covid-19, com novas regras restritivas para travar a expansão da pandemia.

O número de bebés nascidos em Portugal nos primeiros nove meses deste ano baixou 1,2% em relação ao mesmo período de 2019, totalizando 64.390, segundo dados do Programa Nacional de Diagnóstico Precoce, conhecido como “teste do pezinho”.

Portugal atingiu na quarta-feira 80,2 casos confirmados de Covid-19 por 10.000 habitantes, um aumento de 16% face a 23 de setembro, revelou sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística [INE].

Embora a maioria dos 664 mil portugueses que se sentiram doentes durante a pandemia - 454 mil, ou seja, 69% - tenha recorrido aos cuidados de saúde, três em cada dez (210 mil ou 31%) não o fizeram.

A Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e o Centro de Trauma/CES da Universidade de Coimbra estão a desenvolver, em Portugal, um estudo europeu sobre a adaptação e a resiliência das populações à atual pandemia.

O governo britânico decidiu manter Portugal na lista dos países isentos de quarentena em Inglaterra devido à reduzida ’taxa de positividade’, justificou o ministro dos Transportes, a propósito da diferença relativamente à Escócia e País de Gales.

A reitora da Universidade Católica Portuguesa, Isabel Gil, anunciou hoje na rede social Twitter, a aprovação do primeiro curso de Medicina num estabelecimento de ensino privado, em Portugal.

Pág. 2 de 13
Alexandre Borges

Uma rubrica da autoria de Alexandre Borges

Escritor, cronista, argumentista integrou as equipas responsáveis por Zapping, Equador, 5 para a Meia-noite ou A Rede.
Colaborou com o Rádio Clube Português, o Observador, O Inimigo Público e a revista Atlântico.
Foi editor de cultura de A Capital e crítico de cinema do jornal i.
É Creative Director da LPM.