Mais de 80% dos hospitais do SNS recorrem à telessaúde, sendo o telerrastreio e a teleconsulta os mais frequentes, mas os projetos de inteligência artificial ainda não chegaram a metade das instituições de saúde em Portugal.

Realizou-se no passado dia 30 de maio a quarta tertúlia do ciclo de Tertúlias SPGS. O tema escolhido foi “Sobressaltos e Sucessos do SNS ao longo de 40 anos” e a sessão contou com as intervenções de Maria de Belém Roseira, Adalberto Campos Fernandes e José Miguel Boquinhas.

“Sobressaltos e Sucessos do SNS ao longo de 40 anos” é tema para tertúlia com ex-Ministros da Saúde.

O Governo aprovou um plano de liquidação de pagamentos em atraso no Serviço Nacional de Saúde que vai reduzir fortemente a dívida, prosseguindo a trajetória já iniciada.

A conciliação entre a esfera profissional e familiar é considerada um desafio para os médicos, com 73% dos profissionais a assumirem dificuldades em encontrar este equilíbrio quando trabalham no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O concurso de 1.ª época de 2019 para médicos recém-especialistas foi ontem publicado em Diário da República, prevendo o maior contingente de vagas de sempre.

Uma nova solução informática que permitirá conhecer todo o trajeto do utente no Serviço Nacional de Saúde e ultrapassar os constrangimentos dos atuais sistemas de informação do SNS arrancou com um projeto-piloto no Alentejo.

A antiga ministra da Saúde, Ana Jorge, defendeu na terça-feira que o “desafio primordial” do Serviço Nacional de Saúde (SNS) são os profissionais, apontando que a eficácia dos cuidados vai depender da resolução das questões que os afetam.

O Conselho de Ministros aprovou uma proposta de Lei que vem garantir o cumprimento em Portugal do Regulamento 536/2014 do Parlamento e do Conselho Europeu, que altera o paradigma dos pedidos de autorização para realização de ensaios clínicos para medicamentos de uso humano na UE, e prevê a criação de um Portal único europeu para a submissão e acesso a um sistema de informação sobre os ensaios.

O investimento no Serviço Nacional de Saúde em 2018 permitiu um retorno de 5,1 mil milhões para a economia tendo em conta o impacto dos cuidados de saúde no absentismo e na produtividade, conclui um estudo hoje apresentado.

A qualidade dos profissionais de saúde é o ponto mais forte do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para os utentes e um dos que deve ser valorizado, segundo um estudo hoje divulgado.

A Associação Nacional dos Estudantes de Medicina (ANEM) considera importante a coordenação prévia entre vários ministérios, face aos dados hoje conhecidos de colocação de médicos especialistas no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O Governo quer aprovar, ainda nesta legislatura, a nova Lei de Bases da Saúde que defenda o Serviço Nacional de Saúde (SNS) “universal, público e tendencialmente gratuito”.

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou hoje, em Vila Real, que o Governo está “bem ciente” dos “muitos problemas” que tem para resolver no Serviço Nacional de Saúde (SNS), mas está também determinado em os resolver paulatinamente.

A despesa do Estado com medicamentos vendidos em farmácias aumentou 3,4% em 2018, ano em que os gastos dos utentes com fármacos também subiram, revelam dados do Infarmed divulgados à agência Lusa.

O Serviço Nacional de Saúde português teve um “forte desempenho” em 2018, colocando Portugal no 13.º lugar do ‘ranking’ de sistemas europeus, faltando melhorar questões como o tempo de agendamento de consultas e as infeções hospitalares.

O médico e fundador do movimento “SNS in Black” António Diniz afirma que em 40 anos nunca viu tantos exames a serem feitos nos privados, fora do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Pág. 12 de 34
Alexandre Borges

Uma rubrica da autoria de Alexandre Borges

Escritor, cronista, argumentista integrou as equipas responsáveis por Zapping, Equador, 5 para a Meia-noite ou A Rede.
Colaborou com o Rádio Clube Português, o Observador, O Inimigo Público e a revista Atlântico.
Foi editor de cultura de A Capital e crítico de cinema do jornal i.
É Creative Director da LPM.