Displaying items by tag: Nuno Jacinto

Para além de qualificar como “lamentáveis” e “desrespeitosas” para com o trabalho dos médicos de família as recentes declarações de Manuel Heitor, Nuno Jacinto, presidente da APMGF, em entrevista ao Jornal Médico, diz ser “incompreensível que um ministro, mesmo com a tutela apenas do Ensino Superior, fale em diminuir exigência de formação profissional”, considerando ser “um contrassenso que não se coaduna com a sociedade moderna”. 

Published in Entrevistas
Tagged under

A Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) assegura que os centros de saúde não conseguem assumir, por si só, a administração de uma terceira dose da vacina.

Published in Atualidade
segunda-feira, 17 maio 2021 12:51

“Temos de ser médicos de família por inteiro”

O presidente da APMGF – Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar, Nuno Jacinto, não tem dúvidas da importância de exaltar o papel dos médicos de família através de um dia internacional dedicado. Um papel central nos sistemas de saúde e, em concreto, no Serviço Nacional de Saúde (SNS), pelo acompanhamento dos utentes ao longo de todas as fases da vida, garantindo, assim, o acesso universal, transversal e equitativo a cuidados de saúde de proximidade. 

Published in Atualidade
quarta-feira, 31 março 2021 09:16

Nuno Jacinto: “Se falharmos, tudo falha a seguir”

As palavras que fazem o título desta entrevista espelham o sentir do recém-empossado presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), Nuno Jacinto, relativamente às lacunas identificadas ao nível dos Cuidados de Saúde Primários (CSP) e às dificuldades com que os médicos de família se deparam no exercício da atividade. Um cenário que se agravou com a alocação ao acompanhamento de doentes covid em domicílio e que o faz defender que esta teria sido a oportunidade para investir nos cuidados de saúde em Portugal, dando continuidade a uma reforma inacabada que deixou o País a duas velocidades.

Published in Entrevistas

“Queremos ser médicos de família por inteiro”. As palavras são do presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), Nuno Jacinto, proferidos na posse dos novos órgãos sociais, este sábado, 23 de janeiro. Numa cerimónia virtual, reiterou que “chegar a altura de afirmar o valor” da especialidade.

Published in Atualidade
Tagged under
sexta-feira, 11 dezembro 2020 10:29

A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Published in Editorial

A lista SER APMGF, liderada por Nuno Jacinto, ganhou as eleições para os órgãos nacionais da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF). Estas decorreram a 21 de novembro, tendo a lista sido eleita com 283 votos para a Direção Nacional, 277 para o Conselho Fiscal e 284 para a Mesa da Assembleia Geral.

 

Published in Atualidade

Em entrevista ao Jornal Médico, Nuno Jacinto explica porque resolveu demarcar-se da atual direção nacional da APMGF – a qual integrou nos últimos dois mandatos – para se candidatar à liderança da associação. “Face aos novos desafios que enfrentamos, decidimos partir em busca desse novo rumo, pois sabemos que ninguém inova no terceiro mandato. Sentimos que podemos fazer mais e melhor e, por isso, é nossa obrigação avançar com um projeto de mudança e submetê-lo ao escrutínio dos sócios da APMGF”, diz o médico de família da USF Salus e cabeça de lista pela Ser APMGF.

Published in Entrevistas
Pág. 2 de 3
É urgente desburocratizar os Cuidados de Saúde Primários
Editorial | Jornal Médico
É urgente desburocratizar os Cuidados de Saúde Primários

Neste momento os CSP encontram-se sobrecarregados de processos burocráticos inúteis, duplicados, desnecessários, que comprometem a relação médico-doente e que retiram tempo para a atividade assistencial.