Displaying items by tag: Pfizer

A mais recente campanha da Pfizer Vacinas, intitulada “Conhecer a Meningite”, pretende sensibilizar os adolescentes e os seus pais para esta doença, bem como para a sua prevenção.

Published in Terapêutica

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) abriu candidaturas para duas bolsas de investigação, numa aposta na investigação científica nacional na área da oncologia e no apoio a jovens investigadores portugueses.

Published in Terapêutica

A Comissão Europeia (CE) aprovou Trumenba (vacina contra o meningococo do grupo B) para a imunização ativa de indivíduos a partir dos 10 anos de idade para a prevenção da DIM causada pela Neisseria meningitidis do serogrupo B. Adolescentes e jovens adultos constituem um dos grupos de risco acrescido para a DIM devido a uma maior frequência de locais sobrepopulados com contacto próximo com outros jovens, e pelos comportamentos que muitas vezes adotam (hábitos tabágicos ou contactos próximos com outros).

Published in Terapêutica
Tagged under
terça-feira, 11 julho 2017 15:22

LPCC promove bolsas de investigação em Oncologia

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), com o apoio da ANA Aeroportos de Portugal, da Fundação PT e da Pfizer Biofarmacêutica, acaba de lançar três bolsas de investigação, cujo objetivo é apoiar a investigação nacional na área da Oncologia.

Published in Terapêutica

A Pfizer Inc. anunciou a aprovação pela Comissão Europeia da nova indicação de Nimenrix (Vacina Meningocócica Conjugada para os serogrupos A, C, W-135 e Y), para a imunização ativa contra a doença invasiva meningocócica (DIM) causada pela Neisseria meningitidis dos serogrupos A, C, W-135 e Y (MenACWY) de crianças a partir das seis semanas de idade. Nimenrix é a primeira e única vacina meningocócica conjugada tetravalente aprovada pela União Europeia para utilização a partir das seis semanas de vida, sem limite máximo de idade.

Published in Terapêutica
Tagged under

Champix® (vareniclina) comparticipado em 37% (escalão C) a partir de 1 de janeiro de 2017.

Additional Info

  • Fonte (Terapêutica) Pfizer Portugal
Published in Terapêutica

 PFIZER
Uma investigação na área da malária e outra na área da retinopatia diabética são as vencedoras deste ano dos prémios Pfizer de Investigação, que hoje serão anunciados em Lisboa.

O prémio Pfizer 2015 de Investigação Básica vai ser atribuído a investigadores do Instituto Gulbenkian de Ciência que descobriram que uma bactéria benéfica do intestino produz açúcar que gera uma resposta de defesa natural do organismo contra a transmissão da malária.

A investigação, liderada por Miguel Soares, veio demonstrar a existência de uma resposta imunitária, “induzida por componentes imunogénicos da microflora intestinal”, que confere proteção contra a infeção por ‘Plasmodium’, o parasita da malária.

Esta resposta imune pode ser usada em potenciais vacinas contra a doença.

Os investigadores lembram que a mortalidade associada à malária tem decrescido também através de fármacos eficazes, mas ressalvam que o parasita tem uma capacidade inerente de se tornar refratário a drogas antimaláricas, o que vem “realçar a necessidade de desenvolvimento de uma vacina eficiente”.

O prémio Pfizer de Investigação Clínica vai ser atribuído a um trabalho sobre retinopatia diabética do AIBILI – Associação para a Investigação Biomédica e Inovação em Luz e Imagem.

A retinopatia diabética e das doenças vasculares da retina são das causas mais frequentes de perda de visão e têm uma relação direta com a alteração da barreira hemato-retiniana, um sistema essencial de proteção da retina.

O trabalho agora premiado apresenta um novo método de quantificar as alterações daquela barreira em que é usado um método não invasivo.

Atualmente, a monotorização da barreira hemato-retiniana faz-se através de uma angiografia que obriga à injeção de um corante, a fluoresceína, que tem riscos e pode causar reações alérgicas graves.

“Com esta inovação acessível a todos os centros especializados de oftalmologia é possível que 90% das pessoas que precisam de se submeter a este exame não necessitem de usar a injeção de contraste”, refere a entidade responsável pela atribuição dos prémios.

Os dois trabalhos vencedores dos prémios Pfizer de Investigação 2015 vão receber, em conjunto, um valor total de 40 mil euros.

Os Prémios Pfizer, anunciados em conjunto com a Sociedade de Ciências Médicas, têm como objetivo distinguir o melhor trabalho de investigação básica e clínica em ciências da saúde.

Published in Mundo
Tagged under
quarta-feira, 19 agosto 2015 13:00

Abertas as candidaturas aos Prémios Pfizer 2015

Equipa Joao Barata
Decorre até 15 de Setembro o período para apresentação de candidaturas à 59.ª edição dos Prémios Pfizer, uma iniciativa que resulta de uma parceria da Sociedade das Ciências Médicas de Lisboa (SCML) com os Laboratórios Pfizer.

Os trabalhos podem ser submetidos, através do endereço eletrónico: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Em comunicado, as entidades promotoras explicam que na atribuição dos prémios o júri apreciará o mérito dos trabalhos e projetos apresentados e a sua decisão será conhecida durante uma sessão solene a realizar no mês de novembro.

Os interessados deverão consultar o regulamento no site oficial da Sociedade das Ciências Médicas de Lisboa www.scmed.pt.

Reconhecida como a mais antiga distinção na investigação biomédica em Portugal, os Prémios Pfizer visam estimular e desenvolver a investigação científica, cobrindo todos os ramos da medicina humana. Os Prémios Pfizer foram criados em 1955 e, ao longo de décadas de existência, já premiaram mais de 500 investigadores.

Os Prémios Pfizer distinguem os melhores trabalhos de investigação básica e clínica, elaborados total ou parcialmente em instituições portuguesas por investigadores portugueses ou estrangeiros e conferem anualmente um prémio monetário no valor de 20.000 euros para cada um dos projetos vencedores em cada área.

Três cientistas portugueses reconhecidos em 2014

Na edição de 2014 os projetos premiados apresentaram avanços significativos no conhecimento sobre a vida e descrição de um novo ponto de controlo na divisão celular, uma nova solução para a expansão e transplantação das células estaminais da medula óssea e resultados promissores para futura terapêutica alternativa para o tratamento de leucemia frequentes em crianças.

João Taborda Barata e Henrique Veiga Fernandes, ambos do Instituto de Medicina Molecular (IMM) da Faculdade de Medicina de Lisboa e Hélder Maiato, do Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC) foram os cientistas vencedores da 58.ª edição dos Prémios Pfizer.

Published in Medicamento
Tagged under
Pág. 5 de 7
Urgências no SNS – só empurrar o problema não o resolve
Editorial | Gil Correia
Urgências no SNS – só empurrar o problema não o resolve

É quase esquizofrénico no mesmo mês em que se discute a carência de Médicos de Família no SNS empurrar, por decreto, os doentes que recorrem aos Serviços de Urgência (SU) hospitalares para os Centros de Saúde. A resolução do problema das urgências em Portugal passa necessariamente pelo repensar do sistema, do acesso e de formas inteligentes e eficientes de garantir os cuidados na medida e tempo de quem deles necessita. Os Cuidados de Saúde Primários têm aqui, naturalmente, um papel fundamental.