Utentes dão nota máxima ao internamento do Centro Hospitalar do Baixo Vouga
DATA
26/11/2014 10:08:40
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Utentes dão nota máxima ao internamento do Centro Hospitalar do Baixo Vouga

hospitaldeaveiro

A grande maioria dos doentes que estiveram internados no Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV), no primeiro semestre deste ano, dizem que recomendariam os serviços de internamento a outras pessoas, segundo um estudo ontem apresentado.

O estudo para avaliar o serviço de internamento no CHBV, que agrega os hospitais de Aveiro, Águeda e Estarreja, revela que, em caso de necessidade, 94,7% dos utentes recomendariam o centro hospitalar a amigos e familiares, tendo 69,5% escolhido a opção "definitivamente sim".

Os resultados do mesmo estudo mostram que 47,9% dos inquiridos avaliaram globalmente os serviços de internamento com a melhor nota possível (classificação 10).

Quando questionados acerca do desempenho do pessoal, 57,6% dos entrevistados atribuíram a nota 10 aos médicos e 54,1% deram a mesma classificação aos enfermeiros. No caso dos auxiliares, 51,2% atribuíram a nota máxima.

O estudo revela ainda que 40,6% dos utentes deram a melhor apreciação possível ao ambiente e o espaço físico hospitalar, aquando da situação de internamento.

Na análise por serviço, verifica-se que Medicina II, com uma média de 7,82 valores, foi o que teve o pior resultado, mas para o director clínico do CHBV, Paulo Ferreira, não houve más classificações.

"Temos excelentes classificações e num ou noutro ponto há uma ligeira diminuição, que não é estatisticamente significativa", disse Paulo Ferreira, que se referiu a este estudo como uma "ferramenta de trabalho que permite aos profissionais de saúde ter uma perspectiva da satisfação dos utentes".

O estudo para avaliar o serviço de internamento no CHBV foi realizado pelo Centro de Investigação em Marketing e Análise de Dados da Universidade de Aveiro (UA) entre os dias 22 de Setembro e 10 de Outubro.

No total, o estudo abrangeu 601 indivíduos dos 7.453 doentes internados nos serviços dos Hospitais de Aveiro, Águeda e Estarreja.

Os participantes responderam por telefone a um questionário contendo 36 perguntas, nomeadamente sobre o desempenho do pessoal do Hospital, enfermeiros, médicos e pessoal auxiliar, e o ambiente e espaço físico.

Durante a apresentação dos resultados, o presidente do CHBV, José Abrantes Afonso, afirmou que este estudo "mostra a vontade do conselho de administração do CHBV de prestar contas à população". O mesmo responsável revelou ainda que em meados de Dezembro, deverão ser apresentados os resultados obtidos na cirurgia em ambulatório.

No próximo ano, a administração do centro hospitalar pretende implementar um questionário de satisfação dos doentes ao nível do serviço de urgência do Hospital de Aveiro e do serviço de consulta externa do CHBV.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas