Unidade Local de Saúde da Guarda quer ser “organização de vanguarda e de referência”
DATA
09/04/2015 15:00:09
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Unidade Local de Saúde da Guarda quer ser “organização de vanguarda e de referência”

Hospital da Guarda Sousa Martins

O novo presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda prometeu trabalhar para que a instituição se torne "numa organização de vanguarda e de referência" na prestação de cuidados de saúde.

Carlos Rodrigues, que ontem tomou posse do cargo em cerimónia presidida pelo ministro da Saúde, Paulo Macedo, declarou que para atingir aquele objectivo a unidade terá que ser reconhecida por "superar as expectativas dos utentes e profissionais através de uma melhoria contínua da qualidade e de desenvolvimento do capital humano".

O responsável também pretende "mobilizar o sistema organizacional segundo os princípios da estrutura em rede, dos centros de saúde com os hospitais e destes com a Universidade [da Beira Interior], a fim de oferecer serviços de excelência assistencial, através de um foco integral no cidadão-utente".

"Promover a inovação e a participação na investigação, através de um desempenho dirigido à formação de profissionais da saúde em diferentes especialidades", é outro dos desígnios.

O novo presidente do Conselho de Administração da ULS/Guarda traçou ainda, na sua intervenção, dez objectivos para o triénio 2015/2017, que passam, entre outros, por "atrair e valorizar" os recursos humanos, "aumentar a qualidade e a segurança dos serviços hospitalares" e "requerer e reafirmar a condição de hospital de ensino universitário" para a Guarda.

Finalizar as obras de requalificação do edifício 5 (das antigas urgências) do Hospital Sousa Martins, terminar a construção do centro de saúde de Figueira de Castelo Rodrigo e promover a construção do novo edifício do centro de Vila Nova de Foz Côa e da extensão de São Romão, em Seia, são outros dos propósitos do novo dirigente que está em funções desde o dia 2 de Fevereiro.

A ULS que integra dois hospitais (Guarda e Seia) e 13 centros de saúde, presta assistência a cerca de 150 mil habitantes.

Na cerimónia ontem presidida pelo ministro da Saúde tomaram ainda posse Gil Barreiros, director clínico, Flora Moura, vogal executiva, e João Marques, enfermeiro director da ULS da Guarda.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo

Sejam Felizes
Editorial | António Luz Pereira, vice-presidente da APMGF
Sejam Felizes

O início de cada ano é também o início do percurso de milhares de novos médicos. A todos, mas especialmente aqueles que como nós escolheram como futuro ser Médico de Família, queremos receber-vos com um desejo e um desafio. Que sejam felizes e façam com que aqueles que se cruzam convosco sejam felizes. Desejamos profundamente que este internato de formação específica em MGF seja um caminho de felicidade. Que se sintam totalmente realizados por terem escolhido a melhor especialidade do mundo. Que sejam felizes no internato, para que possam ser ainda mais felizes fora dele.

Mais lidas