Alterações nos concursos não convencem Ordem e CNMI
DATA
13/10/2015 12:43:32
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Alterações nos concursos não convencem Ordem e CNMI

Médico triste
A coordenadora do norte do Conselho Nacional do Médico Interno, Mariana Brandão, e o presidente da Ordem dos Médicos Norte, Miguel Guimarães, consideraram hoje que o anúncio do Ministério da Saúde de que o próximo concurso para assistente de Medicina Geral e Familiar (MGF) será nacional e coordenado pela Administração Central do Sistema de Saúde é uma medida positiva, mas “claramente insuficiente".

"Os concursos continuam a ser fechados, sem qualquer garantia de ausência de conflitos de interesses por parte dos júris, e sem critérios de avaliação definidos que valorizem claramente a formação adquirida e que sejam publicados previamente", advertem, em comunicado.

Além do mais, frisa Mariana Brandão, "nada é dito sobre a existência e funcionamento de concursos institucionais, permitindo que seja continuada a existência selvática e sem regras de contratações diretas nominativas".

"É absolutamente lamentável que os responsáveis políticos continuem a ignorar os graves problemas dos concursos médicos para ocupar um lugar de assistente na área de MGF, de especialidade hospitalar ou de Saúde Pública", sustenta Miguel Guimarães.

#sejamestrelas
Editorial | António Luz Pereira
#sejamestrelas

Ciclicamente as capas dos jornais são preenchidas com o número de novos médicos. Por instantes todos prestam atenção aos números. Sim, para muitos são apenas números. Para nós, são colegas que se decidiram pelo compromisso com os utentes nas mais diversas áreas. Por isso, queremos deixar a todos, mas especialmente aqueles que abraçaram este ano a melhor especialidade do Mundo uma mensagem: “Sejam Estrelas”.

Mais lidas