PSD preocupado com eventual fecho de unidade de neonatologia do Hospital de Évora
DATA
15/06/2016 12:48:38
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



PSD preocupado com eventual fecho de unidade de neonatologia do Hospital de Évora

Hospital Evora

O PSD manifestou-se ontem preocupado com o eventual encerramento da unidade de neonatologia com cuidados intensivos neonatais do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) e quer que o Governo esclareça se admite tal cenário.

"É um serviço de grande qualidade prestado na região. Se isto vier a acontecer, é uma vergonha", afirmou o deputado do PSD eleito pelo círculo de Évora, António Costa da Silva.

As preocupações dos sociais-democratas estão expressas numa pergunta dirigida ao ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, por um grupo de dez deputados, entre os quais o eleito por Évora, António Costa da Silva.

Segundo o texto da pergunta do PSD, está em consulta pública, até ao dia 30 deste mês, a Rede de Referenciação Hospitalar em Saúde Materna, da Criança e do Adolescente, no âmbito de uma portaria do Governo, datada de 19 de maio.

"Se vier a ser aprovada a referida rede, a consequência direta que tem na nossa região é que deixaremos de ter a unidade de neonatologia com cuidados intensivos neonatais do HESE", referiu Costa da Silva.

Com o seu encerramento, alertou o deputado, os bebés prematuros passam a "ir imediatamente" para unidades hospitalares de Lisboa, assim como "crianças que necessitem de cuidados cirúrgicos”.

O parlamentar social-democrata disse estranhar "todo o silêncio que tem havido sobre o assunto" por parte de outras forças políticas, notando "a berraria que houve na região" quando foi anunciado o encerramento de repartições de finanças pelo anterior Governo.

"Agora, estamos perante uma situação muito mais grave, estamos a falar de um serviço de excelência na região que corremos o risco de perder", realçou, acrescentando que "não só um problema de Évora, é um problema da região".

Na pergunta, o PSD questiona o Governo do PS se admite aprovar uma Rede de Referenciação Hospitalar em Saúde Materna, da Criança e do Adolescente que deixe de prever uma unidade de neonatologia com cuidados intensivos neonatais no HESE e em todo o Alentejo.

"Existe algum fundamento para o encerramento" desta unidade do HESE e considera que todas as crianças que necessitem de cuidados cirúrgicos "tenham de ser transferidas dos locais da sua residência no Alentejo para a cidade de Lisboa?" são as outras perguntas feitas pelos sociais-democratas ao Governo.

Uma oportunidade de ouro
Editorial | Nuno Jacinto
Uma oportunidade de ouro

O ano que agora terminou foi sem dúvida atípico, fora do normal e certamente ficará para sempre na nossa memória individual e coletiva. Mas porque, apesar de tudo, há tradições que se mantêm, é chegada a hora de fazer um balanço de 2020 e perspetivar 2021.

Mais lidas