Imagem 720*435
DATA
18/10/2016 12:39:49
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




APIFARMA e parceiros assinam memorando para Sistema de Verificação de Medicamentos

A APIFARMA assinou ontem o Memorando de Entendimento com vista ao estabelecimento do Sistema Europeu de Verificação de Medicamentos em Portugal, numa cerimónia que teve lugar no Centro Cultural de Belém e que contou com a presença do Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.

A implementação do Sistema Europeu de Verificação de Medicamentos enquadra-se na Diretiva relativa aos Medicamentos Falsificados e pretende reforçar a segurança, a eficácia e a integridade dos medicamentos, garantindo a rastreabilidade ao longo do circuito.

Apesar de, em Portugal, esta questão estar controlada, a interdependência internacional e o aumento de fármacos falsificados na União Europeia, torna-o um problema de saúde pública que exige uma visão comum.

Na opinião do Presidente da Direção da APIFARMA, João Almeida Lopes, “a adoção de um sistema de identificação e verificação na cadeia global do medicamento é um projeto ambicioso e financeiramente pesado”, apelando por isso a um maior envolvimento do Estado português no processo, no sentido de acompanhar “a visão e anseios das multinacionais e das empresas de base produtiva nacional”.

João Almeida Lopes considerou ainda que “os investimentos industriais decorrentes não podem ser ignorados, uma vez que serão necessários novos processos, equipamentos, sistemas informáticos e mais recursos humanos”, reforçando que “estas componentes são fundamentais para alavancar a dinâmica empresarial portuguesa em contexto de competitividade internacional”.

Adalberto Campos Fernandes registou “o sinal da maturidade das associações empresariais e profissionais da Saúde” afirmando que “o Estado fica reconhecido quanto à capacidade de entendimento e cumprimento da Diretiva Comunitária, em nome do interesse público”.

O responsável da tutela manifestou ainda o “apoio técnico e político do Governo” para a concretização deste projeto.

O documento foi subscrito pela APIFARMA, pela Associação Portuguesa de Medicamentos Genéricos e Biossimilares (APOGEN), pela Associação de Grossistas de Produtos Químicos e Farmacêuticos (GROQUIFAR), pela Associação Nacional de Farmácias (ANF) e pela Associação de Farmácias de Portugal (AFP).

COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas
Editorial | Rui Nogueira, Médico de Família e presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
COVID e não-COVID: Investimentos para resolver novos e velhos problemas

Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência terminou e o estado de calamidade passou, mas o problema de saúde mantem-se ativo. É urgente encontrar uma visão inovadora e adotar uma nova estratégia. As unidades de saúde precisam de encontrar respostas adequadas e seguras.

Mais lidas