Secretário de Estado da Saúde anuncia requalificação do centro de saúde da Sertã
DATA
24/10/2016 12:02:19
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Secretário de Estado da Saúde anuncia requalificação do centro de saúde da Sertã

Manuel Delgado

O secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, afirmou na passada sexta feira, em Castelo Branco, que o Centro de Saúde da Sertã, vai ser requalificado, uma obra cujo investimento ronda os 629 mil euros. Declaração surge durante a visita do responsável ao Hospital Amato Lusitano (HAL) para apresentar os projetos de remodelação daquele centro de saúde, integrado na unidade local de saúde (ULS) de Castelo Branco e do Serviço de Urgência do HAL.

"Quanto à Sertã [Centro de Saúde], havia duas alternativas, mas optámos por aquela que nos parece economicamente mais razoável e que resolve mais rapidamente o problema e tem a capacidade de aproveitar instalações já existentes e muito bem localizadas", afirmou o governante.

O secretário de Estado recordou que, apesar de ser um equipamento recente, aquele entro de Saúde atingiu níveis de degradação e de infiltrações que preocupavam a tutela e que exigiam uma intervenção de requalificação.

"Estamos convencidos de que vamos ficar com um equipamento completamente funcional. Vamos ficar com um serviço de atendimento permanente (SAP), muito funcional", sustentou.

Quanto à requalificação do Serviço de Urgência do HAL, Manuel Delgado explicou que a obra só é possível graças à cooperação da Câmara de Castelo Branco.

"As obras e a requalificação das urgências vão ser feitas, em grande parte, com o apoio do município. O presidente da câmara, numa atitude de grande solidariedade e atenção com o Ministério da Saúde, interveio diretamente no processo e estamos em condições de dizer que a requalificação da urgência vai ter o seu apoio, eu diria incondicional e relevante, até do ponto de vista económico", afirmou.

O governante sublinhou ainda o apoio e a articulação com as autarquias neste tipo de iniciativas.

A Câmara Municipal de Castelo Branco e a Unidade Local de Saúde de Castelo Branco (ULSCB) assinaram, em julho, um protocolo para a remodelação do serviço de urgência do HAL, obra que irá custar 203 mil euros.

Se os jovens Médicos de Família querem permanecer no SNS e se o SNS precisa deles, o que falta?
Editorial | António Luz Pereira
Se os jovens Médicos de Família querem permanecer no SNS e se o SNS precisa deles, o que falta?

Nestes últimos dias tem sido notícia o número de vagas que ficaram por preencher, o número de jovens Médicos de Família que não escolheram vaga e o número de utentes que vão permanecer sem médico de família. Há três grandes razões para isto acontecer e que carecem de correção urgente para conseguir cativar os jovens Médicos de Família.

Mais lidas