O presidente da Câmara de Alcácer do Sal (Setúbal), Vítor Proença, alertou para a falta de médicos nas extensões de saúde e insistiu na colocação de uma viatura de Suporte Imediato de Vida (SIV), “prometida há vários anos”.

Published in Atualidade

O Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), acaba de implementar “um novo modelo de atendimento” na Urgência Pediátrica de forma a tentar contrariar a falta de médicos pediatras e “garantir a assistência às crianças e jovens do Alentejo”.

Published in Atualidade
A secretária regional da Saúde do Governo dos Açores disse ontem que existem na região nove mil utentes sem médicos de família, estando a decorrer concursos para admissão de profissionais nas ilhas Terceira, Santa Maria, Graciosa e São Miguel.
Published in Atualidade

O presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Leiria (CHL), Helder Roque, admitiu que o hospital trabalha "no limite" devido ao número insuficiente de médicos.

Published in Atualidade

A Medicina Geral e Familiar, a Medicina Interna, a Anestesiologia e a Ortopedia são algumas das especialidades com mais vagas por preencher em zonas com falta de médicos e nas quais até 150 clínicos irão receber incentivos se aceitarem trabalhar nessas regiões.

Published in Atualidade
sexta-feira, 30 dezembro 2016 11:40

PSD preocupado com falta de médicos no SNS

O vice-presidente do grupo parlamentar do PSD, Miguel Santos, manifestou, ontem, a preocupação do seu partido com a falta de médicos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e anunciou que vai questionar o Governo sobre os concursos para a contratação de clínicos.

Published in Atualidade

O Centro Hospitalar do Algarve (CHA) considera de "extrema importância" o preenchimento das 46 vagas a concurso para a contratação de médicos para a região, de forma a resolver alguns dos principais constrangimentos sentidos nas especialidades mais carenciadas.

Published in Atualidade

hospitalbraga

O PCP denunciou que utentes com "prioridade urgente" tiveram que esperar "mais de sete horas" para serem atendidos, no passado dia 1 de agosto, no Hospital de Braga, indicando que o atendimento àqueles doentes era assegurado apenas por um médico.

Questionado pela agência Lusa, o Hospital de Braga – parceria público-privada com o Grupo Mello Saúde – confirmou, por escrito, que aquela unidade de saúde tem vindo a "assinalar níveis bastante elevados" de afluência devido ao calor e que a 1 de agosto se registou efetivamente "um pico" de afluência ao serviço de Urgência, garantindo que tem "envidado todos os esforços" para "fazer face ao aumento de afluência de doentes e para garantir a resposta adequada às necessidades da população".

Segundo o PCP, "no passado dia 1 de agosto os doentes do serviço de Urgência do Hospital de Braga, a quem foi atribuída a prioridade urgente (pulseira de cor amarela segundo a triagem de Manchester) tiveram que aguardar mais de sete horas para serem vistos por um médico".

A deputada comunista Carla Cruz denuncia ainda a falta de água nas máquinas dispensadoras de alimentos colocadas na área e quer saber se o Governo tem conhecimento da situação descrita, questionando ainda o ministério de Adalberto Campos Fernandes sobre "quantos profissionais (médicos, enfermeiros, assistentes operacionais) estiveram a trabalhar no dia 01 de agosto de 2016 no serviço de urgência geral do Hospital de Braga".

Ao PCP interessa ainda saber quantos médicos dos que prestam funções naquele serviço são do quadro do Hospital de Braga e quantos são os recrutados a empresas de trabalho temporário.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 7
A "hiperventilação" dos Cuidados de Saúde Primários
Editorial | Joana Romeira Torres
A "hiperventilação" dos Cuidados de Saúde Primários
A Organização Mundial de Saúde alude que os Cuidados de Saúde Primários (CSP) são cruciais para a obtenção de promoção da saúde a nível global. Neste sentido, a Organização Mundial dos Médicos de Família (WONCA) tem estabelecido estratégias que têm permitido marcar posição dos mesmos na comunidade médica geral.

Mais lidas