Portugal encontra-se a cumprir a terceira quinzena do estado de emergência iniciado a 18 de março, na sequência da pandemia pelo SARS-CoV-2 (COVID-19). À semelhança de outros países, foi imposto o confinamento generalizado (curfew) e determinada a paralisação de serviços e setores produtivos não essenciais (lockdown), com o objetivo de diminuir as oportunidades de contacto interpessoal e, consequentemente, a transmissão da infeção na comunidade.

Published in Opinião

O processo nacional de planeamento para a pandemia de gripe que sobreveio em 2009 foi iniciado, em 2005-2006, em contexto pós-crise da epidemia de SARS de 2002-2003 (“pneumonia atípica”) e de crise pela gripe A(H5N1) ou “gripe aviária”. Implicou a recolha da evidência disponível e teve, nos relatos históricos da gripe pandémica de 1918, o referencial para o pior cenário (worst case).

Published in Opinião
A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas