O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo
DATA
24/02/2020 12:00:15
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover num novo ciclo

O Novo Livro Azul da APMGF é um desejo e uma necessidade. Volvidos 30 anos é fácil constatar que todos os princípios e valores defendidos no Livro Azul se mantêm incrivelmente atuais, apesar da pertinência do rejuvenescimento que a passagem dos anos aconselha. É necessário pensar, idealizar e projetar a visão sobre os novos centros de saúde, tendo em conta a realidade atual e as exigências e necessidades sentidas no futuro que é já hoje. Estamos a iniciar um novo ciclo!

Em 1990 a APMGF publicou “Um futuro para a Medicina de Família em Portugal”, conhecido como Livro Azul. Foi um valioso contributo para o desenvolvimento dos cuidados de saúde primários (CSP) e para a fundamentação da evolução das unidades de saúde de proximidade, primeiro com a criação dos Projetos-Alfa, depois com o Regime Remuneratório Experimental (RRE) e por fim com as Unidades de Saúde Familiar (USF). A afirmação da garantia das necessidades de saúde dos cidadãos de forma completa e global, acessível e de qualidade, por um lado, e a preocupação pela satisfação e segurança dos profissionais de saúde, por outro, foram considerados essenciais a um serviço de saúde evoluído, sustentável e alicerçado nos valores humanistas da prática médica.

Importa recordar e revisitar os princípios e valores que fundamentam o Livro Azul, mesmo que a evidência, a lógica e o conhecimento amplamente difundido possam simplificar a análise atual que cada um de nós pode fazer. Os 13 princípios e valores que fundamentam o Livro Azul são:

  1. O primado da pessoa
  2. A perspetiva familiar
  3. A orientação comunitária
  4. A promoção da saúde
  5. A universalidade, equidade e qualidade
  6. O cidadão e a liberdade de escolha
  7. A conceção global do sistema de saúde
  8. Descentralização e participação dos cidadãos e da comunidade
  9. Cooperação intersectorial
  10. Independência profissional e autonomia técnica do médico de família
  11. Trabalho em equipa
  12. O primado da solidariedade
  13. Papel do Estado

Estes princípios e valores ajudam a fundamentar o trabalho que desejamos iniciar com a discussão do Novo Livro Azul, como contributo para fazer evoluir a prestação de cuidados de saúde. No próximo Encontro Nacional de Medicina Geral e Familiar – a realizar em Braga, de 11 a 14 de março – daremos início aos trabalhos de construção, de diálogo, de divulgação e de promoção de ideias sobre o Novo Livro Azul.

O direito à Saúde é um bem essencial defendido na Constituição e o Serviço Nacional de Saúde (SNS) é um património inestimável que nos habituamos a defender e a valorizar. A evolução social, técnica e científica obrigam a evoluir e a investir nos CSP, na saúde da pessoa e da família e na Medicina Geral e Familiar (MGF) como especialidade médica inovadora e estruturante. A APMGF está na linha da frente na defesa e promoção deste património e o Encontro Nacional é o local apropriado para a promoção do debate de ideias, onde se idealiza e desenvolve o trabalho de criação de linhas de inovação.

Os sinais de recuperação da imagem do SNS – que se esperam e desejam – terão que ser consonantes com a evolução e inovação exigível. A robustez do SNS e o sentido ético e os valores humanistas dos seus profissionais permitirão implementar mudanças e evoluções na organização dos centros de saúde. A prestação dos cuidados de saúde e a relação médico-doente, sem pôr em causa a essência deste valioso e reconhecido património, só poderão ser valorizados num processo de mudança. Apesar de tudo, temos bons indicadores de saúde e mantemos elevados padrões de qualidade, quer na função assistencial quer na responsabilidade formativa dos profissionais de saúde. O Novo Livro Azul tem um passado e um futuro a defender e a promover. Estamos num novo ciclo.

Doença Venosa

Isolamento social com apoio de proximidade e em segurança
Editorial | Jornal Médico
Isolamento social com apoio de proximidade e em segurança

O futuro tem hoje 5 dias! Inacreditável! Quem é que tem agenda para mais de 5 dias? A pandemia COVID-19 alterou profundamente a vida quotidiana, a prestação de cuidados de saúde e a organização dos serviços de saúde está totalmente alterada. O isolamento social é a orientação primordial de confrontação da pandemia. Mas é necessário promover o apoio de proximidade essencial e aprender a fazê-lo em segurança.

Mais lidas