Jornal Médico Grande Público

A LPCC, que liga doentes, familiares e voluntários
DATA
17/10/2018 11:25:14
AUTOR
Luis Paiva
ETIQUETAS


A LPCC, que liga doentes, familiares e voluntários

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) é uma associação de apoio social e insere-se na estrutura da sociedade civil e suas organizações. 

Não é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), “porque não quis”, começa por dizer o secretário-geral da Direção Nacional, Carlos Oliveira. “Há múltiplas organizações que procuram colmatar aquilo que não é obrigação do Estado, ou que este não pode fazer. É isso que nós fazemos no âmbito da Liga, como outras organizações fazem noutros âmbitos”, refere, acerca da importância das associações para os doentes oncológicos e seus familiares.

A divulgação das numerosas atividades desenvolvidas pela Liga é feita junto dos doentes e familiares. Dado que também preside ao Núcleo Regional do Centro da LPCC, Carlos Oliveira afirma que, só nessa zona, a organização tem, neste momento, cerca de 1400 voluntários espalhados por todos os concelhos. Nas localidades mais pequenas, os doentes e os voluntários conhecem-se, o que torna a divulgação mais fácil; já nas cidades, existem estruturas organizadas com o voluntariado hospitalar, o qual tem um conjunto de 100 voluntários distribuídos pelo Instituto Português de Oncologia (IPO) de Coimbra e pelo Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), e que contactam os familiares e os doentes.

A LPCC já conta com 78 anos de existência, ao longo dos quais se tem manifestado junto do público e, nomeadamente, dos doentes e dos familiares. Carlos Oliveira manifesta a convicção de que, pelos dados que têm sido divulgados a partir dos inquéritos feitos à população, a mensagem acaba por ser transmitida: é que – diz - a LPCC “ocupa sempre o primeiro lugar, é sempre o topo das organizações que apoiam os doentes com cancro”.

“A Liga sente-se reconfortada. Também somos a primeira organização, no âmbito destas associações e das IPSS, que recebe a maior fatia de IRS – aquela verba que as pessoas entendem atribuir e que têm de indicar o número de contribuinte. É uma verba muito importante para a Liga”, conclui.

No país há outras associações dirigidas para o doente oncológico e para os seus familiares, como a Associação de Apoio a Pessoas com Cancro (AAPC) ou a Associação Portuguesa de Apoio à Mulher com Cancro da Mama (APAMCM), entre outras.

A AAPC, sediada em Senhora da Hora, Matosinhos, recebe doentes oncológicos com diferentes tipos de cancro, bem como os seus familiares e cuidadores. Tem como objetivos prestar assistência e apoio a pessoas com cancro e seus cuidadores, minimizar as patologias e o sofrimento emocional, e proporcionar melhores condições de vida a doentes oncológicos.

A sua área de intervenção está direcionada para o acompanhamento social, o apoio psicológico, e as terapias complementares. Também na AAPC há várias atividades que passam por consultas de psicologia; aulas de yoga, meditação e arteterapia; sessões de hipnose clínica e reiki; apoio alimentar; e empréstimo de equipamentos hospitalares.

A APAMCM presta “cuidados de medicina preditiva, curativa e de reabilitação a utentes com doença oncológica, nomeadamente mamária e ginecológica, e cuidados de saúde à população em geral”. Situada em Lisboa, no Campo de Santa Clara, e oferece vários serviços desde consultas, ações de sensibilização e educação, meios complementares de diagnóstico e terapêutica, medicina física e reabilitação, a outras atividades, como osteopatia, reflexologia, reiki, etc..

“Não sou uma ‘doente’ oncológica, sou uma ‘paciente’ oncológica. A forma de pensar e tentar definir o que é ter um cancro ajuda a entender o sentido da vida. Há alturas que ficamos cegos e a mente fecha-se para qualquer definição seja do que for. Há quem diga que depois de sobreviver a um cancro passamos a dar valor à vida. Eu não penso assim. Eu sempre dei valor à vida. Apenas ‘acordei’ para certos valores e, mais do que nunca, procuro viver da melhor forma cada minuto”, assume Mónica Sousa, associada-utente da APAMCM.

Saúde Pública

news events box

Mais lidas

Has no content to show!