Vacinação

A Câmara de Amares vai financiar integralmente a aquisição da vacina “Prevenar”, destinada a prevenir a meningite, para todas as crianças que residam no concelho, numa medida que pretende também ser um incentivo à natalidade, informou o município.

Em comunicado, a Câmara sublinha que tomou aquela decisão depois de constatar que “grande parte” dos recém-nascidos do concelho não tomava aquela vacina “por falta de rendimentos dos pais”.

“Tive conhecimento que grande parte dos nossos recém-nascidos não tomava a vacina por falta de rendimentos por parte dos pais e, por isso, aquilo que pretendo com mais esta medida de cariz social é dar respostas à população, permitindo que todas as crianças, sem excepção, possam usufruir da medicação adequada no combate à doença”, explicou o presidente da câmara, Manuel Moreira, citado no comunicado.

O valor a suportar pelo município corresponde ao total das três doses obrigatórias da vacina, independentemente do rendimento ou do património do agregado familiar.

O pedido de comparticipação deve ser apresentado pelos pais, ou por um representante legal, nos serviços do município, mediante requerimento próprio e com a devida receita da vacina a comparticipar, juntamente com um atestado de residência.

O pagamento da comparticipação será feito diretamente pelo município à farmácia fornecedora.

No comunicado, o município refere que a comparticipação da vacina se assume também como um incentivo à natalidade, já que esse é menos um encargo que os pais têm de suportar.

Published in Mundo
Pág. 2 de 2
Redimensionar as listas de utentes e rever a Carreira Médica é um imperativo
Editorial | Jornal Médico
Redimensionar as listas de utentes e rever a Carreira Médica é um imperativo

A dimensão das listas de utentes e a Carreira Médica são duas áreas que vão exigir, nos próximos tempos, uma reflexão e ação por parte dos médicos de família.