quarta-feira, 18 novembro 2020 15:06

“Temos que democratizar a espirometria”

O presidente da Fundação Portuguesa do Pulmão, José Alves, alerta para a necessidade urgente de democratizar a espirometria, por forma a melhor e mais precocemente diagnosticar a Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica. Por ocasião do Dia Mundial da DPOC, que se assinala a 18 de novembro, o pneumologista partilhou com o Jornal Médico alguns números sobre esta doença crónica, que é ainda subdiagnosticada e que diminui a qualidade de vida dos doentes.

Published in Entrevistas
Sensibilizar e informar sobre os fatores necessários para se “Viver Bem com DPOC” (Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica) são os objetivos do evento virtual que irá decorrer hoje, dia 18 de novembro, no âmbito do Dia Mundial da DPOC.
Published in Atualidade

A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) alertou hoje para a necessidade do diagnóstico precoce da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC), que afeta 800 mil portugueses e representa um risco acrescido em caso de infeção pelo novo coronavírus.

Published in Atualidade

Quais as principais causas da doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC)? Que papel ocupa o médico de família (MF) no acompanhamento destes doentes? E há, ou não, relação entre a Covid-19 e a DPOC? Estas foram algumas das questões às quais o especialista em Medicina Geral e Familiar (MGF) Tiago Maricoto respondeu, em entrevista ao Jornal Médico.

Published in Atualidade
terça-feira, 14 julho 2020 09:47

A DPOC e a Oxigenoterapia

A doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) é uma doença prevenível e tratável, caraterizada por limitação do fluxo aéreo persistente e sintomas res­piratórios crónicos, secundários a respostas anormais da via aérea e dos alvéolos à exposição a partículas e gases nocivos.

Published in Atualidade

Assinala-se, no dia 20 de novembro, o Dia Mundial da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC). Esta doença afeta cerca de 800 mil portugueses e estima-se que será a terceira causa de morte no mundo em 2020.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 4
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas