Mais de 29 mil pessoas foram afetadas no Japão, desde o final de junho, por um surto de febre aftosa. A informação é avançada por um porta-voz do instituto de doenças infeciosas japonês.

Published in Atualidade

cancropulmao
O hospital universitário de Okayama, no oeste do Japão, realizou o transplante de parte do pulmão de uma mulher no filho de dois anos, a primeira operação do género efectuada num paciente tão novo e com um dador vivo.

O doente é um menino que tinha desenvolvido uma pneumonia aguda e que era incapaz de absorver oxigénio suficiente, nem mesmo com a ajuda de um respirador, pelo que os médicos consideraram necessário realizar transplantes em ambos os pulmões, informou hoje a imprensa nipónica.

Perante a impossibilidade de implantar um órgão adulto devido ao tamanho excessivo, os médicos optaram por dividir o lóbulo médio do pulmão esquerdo da mãe em duas partes com o volume mínimo necessário para garantir o seu funcionamento.

A operação foi realizada a 31 de Agosto e o receptor respira normalmente depois de recuperar da cirurgia.

Exames médicos realizados previamente demonstraram que só o tecido de pulmão da mãe seria compatível com o corpo do menino.

Published in Mundo

investigacao
Investigadores japoneses começaram a desenvolver um método para diagnosticar 13 dos tipos de cancro mais comuns através de uma análise ao sangue que, segundo os cientistas, seria “o primeiro sistema de detecção de alta precisão do mundo”.

O grupo de investigadores, formado pelo Centro Nacional de Cancro (CNC) do Japão, pelo Centro de Desenvolvimento de Novas Tecnologias e Indústrias (NEDO), universidades e sete empresas, aspira ter disponível o novo sistema num prazo de cinco anos, de acordo com informações divulgadas hoje por estas instituições num comunicado conjunto citado pela agência Efe.

O projecto conta com um orçamento de 7.900 milhões de ienes (57 milhões de euros), financiados pelo NEDO, um organismo científico independente.

O seu objectivo passa por diagnosticar designadamente os cancros do estomago, esófago, pulmão, fígado, vesícula biliar, pâncreas, cólon, ovários, próstata, bexiga e mama.

Este seria “o primeiro sistema de diagnóstico de alta precisão do mundo” para o cancro, afirma na mesma nota o presidente do CNC, Tomomitsu Hotta, assinalando que o método permitiria aumentar a esperança de vida dos pacientes.

Simultaneamente, o NEDO trabalhará no desenvolvimento de um sistema idêntico para o Alzheimer, segundo o consórcio de investigadores.

Published in Mundo

[caption id="attachment_6259" align="alignleft" width="300"]adempas "A aprovação do Riociguat como o primeiro medicamento aprovado para o tratamento desta doença grave, potencialmente fatal é uma boa notícia para os doentes no Japão", disse Kemal Malik (MB, BS), Membro do Comité Executivo da Bayer HealthCare e Head of Global Development. "O Riociguat proporciona melhorias clínicas significativas, um passo muito importante para os doentes cuja HPTEC é inoperável, persistente ou recorrente."[/caption]

A Bayer HealthCare acaba de anunciar, em comunicado, que o seu medicamento Riociguat sob o nome Adempas, foi aprovado para o tratamento de adultos com hipertensão pulmonar tromboembólica crónica inoperável (HPTEC) ou HPTEC persistente ou recorrente após cirurgia por parte do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-estar (MHLW, na sigla inglesa) Japonês. Esta entidade tinha concedido designação de medicamento órfão ao Riociguat para a indicação HPTEC, em Setembro 2011.

"A aprovação do Riociguat como o primeiro medicamento aprovado para o tratamento desta doença grave, potencialmente fatal é uma boa notícia para os doentes no Japão", disse Kemal Malik (MB, BS), Membro do Comité Executivo da Bayer HealthCare e Head of Global Development. "O Riociguat proporciona melhorias clínicas significativas, um passo muito importante para os doentes cuja HPTEC é inoperável, persistente ou recorrente."

“A HPTEC é uma doença progressiva e os sintomas de dispneia, tonturas e lipotímias afectam gravemente as actividades diárias dos doentes", disse Dr. Nobuhiro Tanabe, Associate Professor, Department of Respirology, Chiba University, no Japão. “A Endarterectomia Pulmonar (EAP), é um procedimento cirúrgico complexo, potencialmente curativo para a HPTEC. No entanto, 20 a 40% dos doentes com HPTEC não são operáveis​ e em 35% dos doentes submetidos a EAP, a doença persiste ou volta a ocorrer após a cirurgia. Para estes doentes, o Riociguat pode representar uma opção de tratamento valiosa”.

Riociguat é o primeiro medicamento que mostrou eficácia clínica no tratamento de doentes com HPTEC inoperáveis, ou doentes com HPTEC persistente ou recorrente após a cirurgia. A aprovação do Riociguat pelo MHLW Japonês é baseada nos resultados do ensaio clínico global de fase III, randomizado, duplamente cego e controlado por placebo CHEST-1, assim como pelos resultados da análise interina da extensão a longo prazo CHEST-2.

Os resultados do CHEST-1 foram publicados no New England Journal of Medicine (NEJM) em Julho de 2013. No CHEST-1, o objectivo principal, a melhoria na capacidade de exercício, foi alcançado após 16 semanas: Comparativamente ao placebo, os doentes tratados com Riociguat mostraram uma melhoria estatisticamente significativa (p <0,0001) relativamente à linha de base no teste de 6 minutos de marcha (T6MM). O Riociguat também demonstrou melhorias consistentes em vários objectivos secundários relevantes, como a hemodinâmica cardiopulmonar, Classe Funcional da OMS e biomarcadores relacionados com a doença. Foi geralmente bem tolerado, com um bom perfil de segurança. O ensaio de Fase III do programa CHEST está em curso com o estudo de extensão de longo prazo, CHEST -2. Os resultados preliminares do CHEST -2 atestam os benefícios do Riociguat que foram registados no ensaio piloto CHEST -1, como efeitos sustentados na melhoria da capacidade de exercício e na Classe Funcional da OMS, resultados observados numa amostra de doentes que tinham atingido um ano de tratamento em estudo. A taxa de sobrevivência após um ano de tratamento com Riociguat foi de 97%, e 87% dos doentes desta amostra não tiveram agravamento clinico

O Riociguat foi descoberto e desenvolvido pela Bayer e é o primeiro medicamento de uma nova classe de fármacos: os estimuladores da guanilato ciclase solúvel (sGC). O novo modo de acção foi desenvolvido para atingir um mecanismo molecular chave subjacente a este distúrbio grave do coração e pulmões.

O Riociguat foi aprovado sob o nome comercial de Adempas nos EUA para utilização na HPTEC e na Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP) em Outubro de 2013, no Canadá e na Suíça na indicação HPTEC em Setembro e Novembro de 2013. Em Fevereiro de 2013, a Bayer HealthCare submeteu o Riociguat para aprovação regulamentar na União Europeia, para ambas indicações.

Published in Mundo
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas