Displaying items by tag: OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Comissão Europeia defendem em orientações sobre aplicações de rastreio de contactos para a Covid-19 que o seu uso não deve ser obrigatório, como pretende o Governo português.

Published in Atualidade

A Organização Mundial de Saúde (OMS) desaconselhou hoje a estratégia de deixar o novo coronavírus disseminar-se para atingir a chamada “imunidade de grupo”, considerando que coloca “problemas científicos e éticos”.

Published in Atualidade
O novo coronavírus terá infetado 10% da população mundial, cerca de 780 milhões de pessoas, muito acima dos 35 milhões de casos oficialmente confirmados desde o início da pandemia de Covid-19, admitiu ontem a Organização Mundial de Saúde.
Published in Atualidade
A pandemia de Covid-19 interrompeu ou suspendeu serviços essenciais de saúde mental em 93% dos países do mundo, numa altura em que a procura por estes cuidados de saúde está a aumentar, revela um inquérito da OMS.
Published in Atualidade

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu hoje aos governos europeus que combatam o cansaço crescente das pessoas diante da pandemia do novo coronavírus e das medidas de restrição impostas, que nalguns casos atinge 60% da população.

Published in Atualidade
O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou hoje que a organização vai disponibilizar para países mais pobres 120 milhões de testes rápidos de Covid-19, com resultados em 15 a 30 minutos.
Published in Atualidade

A Organização Mundial da Saúde afirmou sexta feira que não se pode esperar pelo aparecimento de uma vacina para conter a pandemia da Covid-19, admitindo que o número de mortos poderá duplicar durante o próximo ano e atingir dois milhões.

Published in Atualidade
Pág. 3 de 26
Crónicas de uma pandemia anunciada
Editorial | Jornal Médico
Crónicas de uma pandemia anunciada

Era 11 de março de 2020, quando a Organização Mundial de Saúde declarou o estado de Pandemia por COVID-19 e a organização dos serviços saúde, como conhecíamos até então, mudou. Reorganizaram-se serviços, redefiniram-se prioridades, com um fim comum: combater o SARS-CoV-2 e evitar o colapso do Serviço Nacional de Saúde, que, sem pandemia, já vivia em constante sobrecarga.

Mais lidas