Displaying items by tag: cessação tabágica

“O tabagismo está associado a várias patologias crónicas, nomeadamente, doença respiratória, cardiovascular, diabetes e cancro, não esquecendo, a COVID-19 em que os fumadores têm um risco acrescido de desenvolver doença grave e morte”, refere Lourdes Barradas, pneumologista, diretora do Serviço de Pneumologia e do Instituto Português de Oncologia de Coimbra, com experiência em consulta de cessação tabágica desde 1997.

Published in Terapêutica
Tagged under

As consultas e as primeiras consultas de apoio intensivo à cessação tabágica mais do que duplicaram entre 2010 e 2018, anos em que se realizaram 44.099 e 12.961 respetivamente, segundo dados oficiais ontem divulgados.

Published in Atualidade

As primeiras consultas de apoio intensivo à cessação tabágica aumentaram cerca de 60% entre 2016 e 2017, passando de 7.145 para 11.493, quase 30% do total das consultas realizadas no ano passado. Os dados são da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Published in Atualidade

A Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) afirmou ontem que as mensagens contra o consumo de tabaco devem ter em conta as diferenças entre homens e mulheres para aumentar a sua eficácia.

Published in Atualidade

Os centros de saúde da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) proporcionaram 2.624 consultas de apoio intensivo à cessação tabágica nos primeiros seis meses do ano.

Published in Atualidade

Champix® (vareniclina) comparticipado em 37% (escalão C) a partir de 1 de janeiro de 2017.

Additional Info

  • Fonte (Terapêutica) Pfizer Portugal
Published in Terapêutica

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, defendeu recentemente que a solução de que a sociedade atual necessita passa necessariamente por procurar acabar rapidamente com a pobreza e a indignidade.

Additional Info

  • Imagem 720*435 Imagem 720*435
Published in Atualidade

Estudo_tabaco

Os portugueses gastaram por dia uma média de nove mil euros em produtos para ajudar a deixar de fumar no ano passado, que ainda assim registou um decréscimo nas vendas de cerca de 10% face a 2014.

Os dados da consultora IMS Health conhecidos hoje, Dia Mundial sem Tabaco, mostram que em 2015 os portugueses gastaram 3.286.631 euros em embalagens de produtos antitabagismo.

O consumo deste tipo de medicamentos ou produtos tem registado uma quebra desde 2012, ano em que foram vendidas mais de 216 mil embalagens. Já em 2015, o consumo não atingiu as 133 mil.

Na comparação dos quatro anos, entre 2012 e 2015, as vendas de produtos para ajudar a deixar de fumar diminuíram quase 40% em unidades vendidas, com o valor das vendas a registar uma diminuição de 21% no mesmo período.

A queda de vendas foi mais acentuada nas farmácias, com quebras superiores a 40% em termos de unidades, enquanto as parafarmácias registaram uma diminuição de 26%.

Apesar desta diferença nas quebras, em 2015 as farmácias venderam quase 70% dos produtos antitabágicos.

As gomas antitabágicas são o tipo de produto para deixar de fumar com mais adesão, com 87 mil unidades vendidas em 2015 e um ligeiro aumento de 1% face a 2012.

Já os comprimidos ou cápsulas, que há quatro anos eram os produtos mais procurados, sofreram quedas severas, de 78%, vendendo em 2015 cerca de 23.000 embalagens, contra as mais de 100 mil que se consumiram em 2012.

 

Published in Mundo
Pág. 1 de 2
Mulher, autonomia e indicadores – uma história de retrocesso?
Editorial | Jornal Médico
Mulher, autonomia e indicadores – uma história de retrocesso?

O regime remuneratório das USF modelo B há muito que é tema para as mais diversas discussões, parecendo ser unânime a opinião de que necessita de uma revisão, inexistente de forma séria desde a sua implementação.