Displaying items by tag: despesa

A despesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS) cresceu 10,5% nos primeiros dois meses do ano, atingindo um valor de 1876 milhões de euros em consequência da pandemia de Covid-19, indicam dados oficiais divulgados.

Published in Atualidade
Tagged under
quinta-feira, 25 fevereiro 2021 10:33

Despesa do SNS aumentou 11,3% para 916 ME em janeiro

A despesa no Serviço Nacional de Saúde (SNS) aumentou 11,3% em janeiro deste ano face ao mesmo período de 2020, mais 93 milhões de euros (ME), totalizando 915,9 ME, segundo dados das finanças enviados à Agência Lusa.

Published in Atualidade
Tagged under
terça-feira, 03 dezembro 2019 15:37

Aumento da despesa com medicamentos deve-se à Oncologia

Tendo em conta o aumento da despesa com medicamentos em 2018, face a 2017, o INFARMED, I.P. esclarece que esta decorreu essencialmente, do aumento da despesa com medicamentos oncológicos (58M€ - mais de 50% do valor total), que tem sido a área onde se tem observado um crescendo na inovação terapêutica.

Published in Atualidade

Portugal surge como um dos únicos quatro países da região europeia em que a percentagem da despesa em saúde pública apresentou uma redução entre 2000 e 2017, de acordo com um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) hoje divulgado.

Published in Atualidade
terça-feira, 26 junho 2018 11:48

INE: Despesa com Saúde aumentou 3% em 2017

A despesa com a Saúde cresceu 3% em 2017, o que significa uma redução em relação aos dois anos anteriores, tendo atingindo os 17,3 milhões de euros (ME), divulgou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Published in Atualidade
Tagged under
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?
Editorial | Denise Cunha Velho
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?

Sou do tempo em que, na Zona Centro, não se conhecia a grelha de avaliação curricular, do exame final da especialidade. Cada Interno fazia o melhor que sabia e podia, com os conselhos dos seus orientadores e de internos de anos anteriores. Tive a sorte de ter uma orientadora muito dinâmica e que me deu espaço para desenvolver projectos e actividades que me mantiveram motivada, mas o verdadeiro foco sempre foi o de aprender a comunicar o melhor possível com as pessoas que nos procuram e a abordar correctamente os seus problemas. Se me perguntarem se gostaria de ter sabido melhor o que se esperava que fizesse durante os meus três anos de especialidade, responderei afirmativamente, contudo acho que temos vindo a caminhar para o outro extremo.