Quase 3.500 mortes prematuras evitadas com novos fármacos para hepatite C

28 Jul 2017

O tratamento com os novos fármacos para a hepatite C evitou, no primeiro ano de aplicação, 3.477 mortes prematuras e 339 transplantes hepáticos, poupando ao Estado 271,4 milhões de euros com tratamentos das consequências da evolução da doença.

Por favor faça login ou registe-se para aceder a este conteúdo